Entre repetidas tentativas, elétricos e renovações de linha, Kia aposta em SUV compacto mexicano. Marca espera espera estabilização cambial para trazer Stonic e o hatch Rio
Foto | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

Por Fernando Miragaya

Entre lamúrias em relação ao passado e ânimo para o futuro, a Kia estava com o estande cheio de novidades. Muitas com cara de déja vu, é verdade. Porém, sem a pressão do Inovar Auto, a marca vai se fazer valer da nova fábrica no México para trazer o Stonic e atuar no mercado que mais importa no momento.

Foto | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

Kia Stonic

O SUV compacto será trazido com o mesmo conjunto do Hyundai HB20, com motor 1.6 e opções de câmbio manual e automático de seis marchas. A marca não falou em preços, mas espera-se algo entre R$ 78 mil e R$ 95 mil.

O modelo é produzido no México sobre a mesma plataforma do Rio. O hatch, a propósito, parece que agora vem para valer. O compacto premium está para vir para o Brasil há, pelo menos, uns três salões…

Foto | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

K900

Outros modelos ficam na pendência dos humores do dólar e do Rota 2030. É o caso do K900 com seu V8 de 405 cv e do Picanto GT, que chegou a ter 100 unidades importadas no ano passado.

Elétricos

Os elétricos também estavam na pauta. O presidente da Kia do Brasil, José Luiz Gandini, reclamou novamente do Inovar Auto, mas saudou o Rota 2030 para falar dos elétricos e híbridos da marca que devem desembarcar aqui.

Um deles é o Soul EV, 100% elétrico com 320 km de autonomia. Versões híbridas do Niro e do Optima também mereceram destaque por parte da Kia.

Foto | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

Sportage 2019

De real mesmo, o Sportage 2019 surge com face lift de meia vida. Mudaram faróis, para-choques e grade. Dentro, o painel foi redesenhado e a central multimídia também é nova. Grand Carnival 2019 e o Cadenza V6 também deram o ar da graça. Todos fazem parte do plano da Kia de importar 20 mil unidades para o Brasil 2019 e distribuir entre suas 108 concessionárias.

Foto | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

Número que deve aumentar, segundo Gandini. “Mesmo com todos os percalços vividos, a Kia continuou firme e constante. Felizmente estamos sendo procurados por grandes grupos empresariais para nos representar”, garante o executivo.