Ford EcoSport 2018 ganhou também novos motores 1.5 e 2.0

Para disfarçar o peso da idade perante aos concorrentes mais modernos, o Ford EcoSport 2018 aposta em motores novos e repleta lista de itens de série. Veterano SUV também passou por pequeno retoque no visual externo e ganhou um  interior remodelado. Os preços partem de R$ 73.990 para a versão 1.5 SE (manual) e chega aos R$ 93.990 para a 2.0 Titatnium (automática).

Visual

Construído a partir da plataforma do Ford Ka, o EcoSport 2018 mantém a mesma carroceria do modelo lançado em 2012. O modelo 2018 ganhou apenas uma nova dianteira com faróis, capô e para-choque redesenhados.  A traseira permanece sem alterações.

Interior

O ar de modernidade do Ford EcoSport 2018 fica por conta do interior remodelado. O painel construído com materiais sensíveis ao toque, não é novidade na categoria, já que o Jeep Renegade tem desde seu lançamento.

Segundo a Ford, o novo painel destaca a área de controles e a tela do sistema fica em posição destacada no centro do painel. O quadro de instrumentos tem iluminação Ice Blue. O volante também foi redesenhado e ganhou revestimento em couro. Até mesmo os bancos do veterano SUV foram substituídos.

Preços e versões

O Ford EcoSport 2018 será comercializado em três versões: 1.5 SE e 1.5 FreeStyle, ambas com a opção de transmissão manual ou automática, e a 2.0 Titanium automática.

  • EcoSport 1.5 SE (manual) – R$ 73.990
  • EcoSport 1.5 SE (automática) – R$ 78.990
  • EcoSport 1.5 FreeStyle (manual) – R$ 81.490
  • EcoSport 1.5 FreeStyle (automática) – R$ 86.490
  • EcoSport 2.0 Titanium (automática) – R$ 86.490

Concorrentes

Em termos de preço, o veterano Ford EcoSport 2018 na versão de entrada SE é mais caro que o Nissan Kicks (R$ 70.500) e o Jeep Renegade (R$ 72.990). O valor empata com a opção de entrada do Hyundai Creta (R$ 73.990). O EcoSport 2018 só é mais barato que o renault Captur (R$ 78.900) e que o Honda HR-V (R$ 80.900).

De série

A versão SE vem equipada sete airbags, controle de estabilidade e tração, multimídia SYNC 3 com tela de 6,5”, sensor de pressão dos pneus, sensor de estacionamento traseiro e rodas de liga leve de 15”.

Já a opção intermediária FreeStyle agrega SYNC 3 com tela de 8”, câmera de ré, ar-condicionado automático e digital, faróis com luzes diurnas de LED, tela multifuncional de 4,2”, bancos revestidos em tecido e couro e rodas de liga leve de 16”.

A topo de linha Titanium conta com todos os itens da FreeStyle e acrescenta teto solar elétrico, sensor de ponto cego com alerta de tráfego cruzado, acesso inteligente capacitivo, sistema de partida sem chave, faróis de xênon, Sony Premium com 9 alto-falantes, bancos de couro e rodas de liga leve de 17”.

Motores

O modelo recebeu o novo motor 1.5 TiVCT Flex de três cilindros como nossa reportagem antecipou em abril de 2015. O propulsor tem potência de 130 cv a 6.500 rpm e 15,6 kgfm de torque a 4.500 rpm quando abastecido com gasolina. Com etanol, a potência pula para 137 cv a 6.500 rpm e 16,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. O motor 1.5 pode trabalhar em conjunto com um câmbio manual de cinco velocidades ou uma transmissão automática de seis velocidades.

Já o motor 2.0 Duratec Direct Flex tem injeção direta de combustível e duplo comando variável de válvulas. O propulsor rende potência de 170 cv a 6.500 rpm e 20,5 kgfm de toque a 4.500 rpm com gasolina. Já com etanol no tanque, a potência é de 176 cv a 6.500 rpm e 22,5 kgfm a 4.500 rpm. Esse propulsor só conta com a transmissão automática de seis velocidades.

Fotos | Ford/Divulgação