IMG_0060A Fiat apresentou no Salão de Buenos Aires o FCC4 sem nenhuma mudança em relação ao conceito da mostra paulista realizada no ano passado como Autos Segredos adiantou no dia 9 deste mês. A única alteração foi a nova cor laranja. O modelo como já escrevemos diversas vezes dá algumas pistas da futura picape média da Fiat. A picape herdará alguns detalhes futuristas do FCC4 como o Autos Segredos antecipou em novembro do ano passado. A marca também mostrou o elétrico 500e e o SUV 500X.

A Fiat ainda não jogou a toalha e trabalha intensamente para que a picape do Projeto 226 chegue ainda em 2015. As unidades VP´s já são produzidas na unidade pernambucana. Em Minas os protótipos ainda circulam bem encaixotados, mas, no Nordeste nossos amigos dizem que já há unidades rodando somente com pintura em preto fosco deixando as linhas do modelo mais evidentes. Em breve nossos leitores da região devem nos mandar novidades.

Na mostra a marca mostrou modelos de sua linha comercializados no mercado argentino. Uma das novidades para os consumidores vizinhos é o Punto BlakMotion foi apresentado no salão.

IMG_9739A marca também mostrou o 500X que é irmão do Jeep Renegade fabricado no Brasil. O SUV deverá ser comercializado no mercado argentino com câmbio automático de nove velocidades e tração 4×4.

IMG_9744O 500 também está presente na mostra argentina em sua versão elétrica. Comercializado no estado norte-americano da Califórnia, o Fiat 500e, um veículo 100% elétrico, revela toda tecnologia de um citycar, não só pelo tamanho e agilidade, como pela facilidade de uso, segurança e performance. Seu abastecimento, ou seja, o carregamento de suas baterias, pode ser realizado em aproximadamente quatro horas. Só na Califórnia, mais de 1.000 estações de carregamento público estão disponíveis nos locais, como de trabalho e cafés, viabilizando o uso dos veículos elétricos.

Serviço
O Salão Internacional de Buenos Aires será aberto ao público nesta sexta-feira (19), no Centro de Exposições La Rural (Predio Ferial de Buenos Aires), das 12h às 22h, e encerra no dia 28. A entrada custa 100 pesos (cerca de R$ 35).

Fotos | Nilo Nunes