Fiat Toro 1.8 terá opção de câmbio manual no fim do ano

A Fiat Toro 1.8 equipada com câmbio manual está em testes no Sul do País. O leitor Nilo Nunes flagrou algumas unidades em testes de partida à frio. O modelo chegará ao mercado no fim do ano. A versão 1.8 Freedom terá preço na casa dos R$ 80 mil.

Várias protótipos do modelo foram flagrados no Sul do País

De série

Os principais itens de série da Fiat Toro 1.8 Freedom são o controle de tração; ar-condicionado, direção elétrica,; vidros e trava elétricos nas quatros portas; capota marítima; controle eletrônico de estabilidade; Hill Holder; rádio Connect ( RDS, entrada USB/AUX (no console central), Viva-voz Bluetooth® e função Audio Streaming), entre outros itens.

Motor

O propulsor flex rende 135 cv de potência com gasolina a 5.750 rpm e 18,8 kgfm de torque a 3.750rpm. Com etanol, os números sobem para 139 cv a 5.750 rpm e 19,3kgfm a 3.750 rpm. O câmbio será o mesmo manual de cinco velocidades do Jeep Renegade.

Fotos | Nilo Nunes

Flagrou algum carro diferente, camuflado, com placas verdes (ou tudo isso) ou ainda tem alguma informação interessante e quer contribuir com o Autos Segredos? Envie para o e-mail contato@autossegredos.com.br. Ou ainda pelo nosso WhatsApp (31) 99547-4805.

  • Dreidecker

    Lembrando que a Toro 1.8 Flex foi lançada em Fev/2016 por R$76,5 mil com câmbio automático.

    • G.Alonso

      De lá pra cá, quanto mais subiu, mais vendeu. Tipo Corolla.

      • souza89

        Corolla tinha unidade de 67mil, vai ver hj.. é foda isso.

    • Luciano Lopes

      Mas tem atualização monetária …Vcs Ainda não sabem disso ? O único q não atualiza é o nosso salário

      • Dreidecker

        Atualização de 16% ao ano quando a inflação está em 3% a.a., você não sabe não ?

        • 3% a.a. agora, mas veja a curva histórica:
          http://www.calculador.com.br/tabela/indice/IPCA

          • Dreidecker

            Ainda bem abaixo de 16% a.a.

          • Portuga Goleta

            Considerando apenas a atualização do período aquele valor hoje seriam 82 mil (arredondando), eu realmente não sei quanto custa uma Toro hoje. Fica muito fora?

          • Dreidecker

            Considerando a atualização monetária deveria custar R$ 78,8 mil e não os atuais R$ 89 mil.

          • Portuga Goleta

            http://www.calculador.com.br/calculo/correcao-valor-por-indice

            joguei a data de FEV/16 e JUN/17 (Não é possível Julho pois o mês não encerrou ainda) e o valor inicial de 76.500,00 e isso chegou no valor exato de 81.223,20

          • Um veículo possui muitas variáveis na composição do preço, principalmente por possuírem peças importadas que sofrem com a oscilação do dólar.
            O IPCA é um indicador “amplo”, por isso existem outros indicadores mais focados em determinadas áreas.

          • Dreidecker

            Considerando que a cotação do dólar está estável há 1 ano, este parâmetro não justifica o aumento absurdo da Toro.

        • Luciano Lopes

          De que país vc tá falando ? 3,3% ao ano ?

          • Dreidecker

            Por acaso do nosso.

        • 1945_DE

          A inflação para aumento de preços dos carros não tem nada haver com a inflação para reajuste de salários.

          • Dreidecker

            Inflação para carros ???

    • Amoi Peixe

      O carro incorporou vários itens que eram opcionais, além da inflação. Tudo isso deve ser considerado.

  • wagner

    Efeito Oroch, kakakaka. A Renault lançou um Oroch toda pelada e subiu o preço da mais equipada. Fiat aprendeu.

    Agora é manual a preço de automática. Como já não fã de carro manual, pode custar R$200.000,00 rs

    • G.Alonso

      Oroch kkkkk Não vendeu nem 500 unidades esse mês ainda. Um fiasco e tanto. Toro já vendeu 3 mil.

      • A Renault tem que admitir que a Oroch é a maior das picapes compactas e não concorre com a menor das picapes médias (Toro).

        http://www.gazetadopovo.com.br/ra/mega/Pub/GP/p4/2015/10/01/Automoveis/Imagens/Cortadas/CAPA_AUTO_02-10-2015_WEB-kPwE-Ud59sGvEJd0iZAu-1024×662@GP-Web.jpg

        • G.Alonso

          E é feita só para passageiros e malas. Strada bem.mais resistente para trabalho pesado.

        • Paulo Lustosa

          Toro é compacta, por isso é a maior das compactas. A menor das médias é a L200 Triton nacional e não ela.

          • A Toro é uma picape média “raiz”, sou seja, um veículo médio e com dimensões semelhantes às de um sedan médio, como as antigas gerações da Ranger e S10. Tem uma foto que é bastante ilustrativa disso:
            https://pbs.twimg.com/media/CbSXMl2WcAASOef.jpg

          • Paulo Lustosa

            S10 antiga já tinha quase as dimensões da atual e com entre-eixos mais curtos que a atual. A Toro tem o tamanho da Hilux quadradinha e derivada de carro de passeio compacto com monobloco.
            Só pra ver o que tô falando

            S10
            Comprimento: 5,26m
            Entre-eixos: 3,12m
            Largura: 1,73m
            Altura: 1,66m
            Caçamba: 860l
            Tanque: 80l
            Câmbio: Eaton FSO 2405K com caixa de transferência New Venture Gear com reduzida e roda livre automática diretamente no diferencial dianteiro
            Construção: chassis com longarinas com suspensão independente do tipo Duplo A com barras de torção na dianteira e eixo rígido Dana 44 com feixe de mola com amortecedor transversal na traseira

            Ranger
            Comprimento: 5,20m
            Largura: 1,76m
            Altura: 1,73m
            Entre-eixos: 3,19m
            Caçamba: 844l
            Tanque: 75l
            Câmbio: Eaton FSO 2405B com caixa de transferência Borgwarner com reduzida e sem roda livre (eixo dianteiro e cardan roda o tempo todo e só passa a tracionar com o comando para ativar o 4×4 ou a reduzida)
            Construção: chassis com longarinas com suspensão independente do tipo Duplo A com barras de torção na dianteira e eixo rígido Dana 44 com feixe de mola com amortecedor transversal na traseira

            Pra efeito de comparação, a Toro

            Comprimento: 4,91m
            Largura: 1,84m
            Altura: 1,74m
            Entre-eixos: 2,99m
            Caçamba: 820l
            Tanque: 60l
            Câmbio: Manual de seis marchas Fiat (na verdade é câmbio GM), com tração dianteira ou integral sem opção de reduzida
            Construção: estrutura monobloco derivado do Jeep Renegade (SUV compacta), com suspensão dianteira independente McPherson com molas helicoidais e suspensão traseira tipo B-Link com molas helicoidais

            A Toro tá mais pra próximo ao tamanho das médias japonesas do início dos anos 2000 que pra média americana, que sempre foi próximo que é hoje.

  • Lagarto Véio

    Essa deve ser pra enterrar mesmo a Strada Adventure CD que deve bater nesse valor. Acho que realmente a Strada vai sair de cena.

  • Victor

    Ai ela lança com um pacote “SPORT”, com rodas de liga e alguns penduricalhos! Só para falar de TODA A ESPORTIVIDADE QUE O CAMBIO MANUAL OFERECE!

  • Wellington Myph13

    Como assim “testando sistema de partida a frio”???
    Quando vendem pro sul as com câmbio automático eles mandam as com motor com tanquinho de gasolina?! Não entendi…

    Não poderia ser apenas teste de escalonamento de câmbio ou novo câmbio de 6 marchas pro 1.8 ou qualquer outro tipo de teste?

    • Prof.X

      A calibração de um motor acoplado com cambio automático é bem diferente da do mesmo motor mas com cambio manual.

      Isso exige uma revalidação de diversos parâmetros, inclusive as partidas (A frio e a quente)

      • Wellington Myph13

        A calibração, a alteração interna no cofre, contra-balancear o peso da troca do cambio automático pro manual, etc… até ai eu entendo… Não me entra na cabeça o que a Partida do Motor a Frio tem a ver com isso. Fazer o motor funcionar, e ficar levemente acelerado enquanto ainda esta frio não é trabalho do sistema de partida a frio… Ele já foi regulado pra dar a partida no motor, o que estão regulando é depois disso, o cambio, aceleração e etc… Ao menos é o que imagino. Não sou expert nisso, mas…

        • G.Alonso

          Claro que não, o sistema tem que funcionar na prática também, não é só regular não. Por isso chama-se TESTE. Teste de partida a frio no frio do sul.

          • Wellington Myph13

            “Claro que não”. Ótima resposta.
            Deixa pra lá. Aparentemente eu fui o único a achar estranho um sistema que já foi regulado anteriormente ser testado novamente só porque agora tem cambio manual.
            O Colega ali disse que tem diferença, mas também não explicou onde.

          • G.Alonso

            A central eletrônica deve ter diferenças. O Toro não tinha opção de manual na versão flex, então, uma nova central eletrônica deve ter entrado no lugar da que tem no automático, logo, precisando de um ajuste e teste para que tudo funcione corretamente. Mudam vários sistemas, até o modo de ligar o carro pode interferir, não sei o que estou dizendo, mas em um se pisa no freio e no outro na embreagem, e o sistema pode ter algo que avise isso também.

          • Wellington Myph13

            Entendi, e pode ser. Mas ainda continuo encafifado com isso, kkkkk…
            Pra mim que o sistema de partida a frio é um sistema que decide o quanto tem que ser aquecido antes da partida. Se fosse outro motor, entenderia, mas é o mesmo motor, então já está tudo regulado ali…

    • G.Alonso

      Entenda, o sul está em um dos seus períodos mais frios do ano, logo a partida A FRIO tem que ser testada lá e não no calor do nordeste, OH GOD!!!!!! As automáticas já foram testadas e aprovadas e já estão sendo vendidas desde a linha 2018.

      • Wellington Myph13

        Em momento algum disse que achei estranho testarem no Sul…

  • Raimundo A.

    A segunda foto tem um Toro que destoa dos outros. Parece o que eu vi aqui em Recife camuflado com partes em preto e outras em branco, vidros fumê e rodas de liga totalmente pretas.
    Notem o Toro ao fundo, o do meio, que tem rodas escuras, vidros fumê e sem identificação do nome e versão. Pra mim, pode ser o flex AT9 4×4. O que vi era 4×4, mas não sei se seria a recém lançada versão Freedom 4×4 AT9 diesel.
    Os outros Toro têm os vidros sem película e estão com o nome na lateral esquerda. Não há identificação de versão a direita, e como já vi vários FCA em testes despidos tendo suas versões descriminadas, o Toro manual não deve ser nem versão Freedom, como fizeram com o Renegade manual que não era Sport.

  • Wesley Izidorio Vital
  • Ilbirs

    Agora a Toro espelha ainda mais o que queriam donos de antigas S10 2.2 e 2.4 de cabine dupla e Rangers 2.5 8v e 2.3 16v. Esse pessoal de modelos mais simples vai acabar querendo até mais a versão manual, aqui imaginando que a nova especificação do E.torQ tenha permitido aquela curva de torque mais plana que facilita a vida da transmissão manual.

  • souza89

    FIAT, cade a versão 1.3 cabine simples de entrada, filha eu to precisando desse bicho para minha empresa, jogar no CNPJ e pagar 54mil… essa oroch ou saveiro não rola não e a sua estrada to de boa.

  • Felippe2010

    Esse carro merecia um cambio 6MT

    • E.V.

      Essa Banheira merecia um motor melhor

      • Raimundo A.

        Quem tem mais dinheiro compra com o 2.4 ou o diesel. Em tese, há motores melhores. Se é para melhorar o de entrada, deve demorar bastante, pois o ideal seria um 1.3 16V T, mas este deverá atender inicialmente a Europa onde tal configuração e demanda são maiores, só que nem foi apresentado. Só falam em seu desenvolvimento, mas não oficialmente com mais detalhes.

      • Robison Adada

        Pesquise que tem!

      • Zigfrietz Tazogh
      • Felippe2010

        Tem a 2.4, mas a diferença de preços é grande

  • Rodrigo Valente

    finalmente

  • Leonel

    Motor fraco demais…

    • Zigfrietz Tazogh

      Nem um pouco.
      Toro Freedom 1.8 flex automático, acelerando até 225 km/h:
      https://www.youtube.com/watch?v=RN_ICI1Olc0
      0 a 110 km/h em 12 s:
      https://www.youtube.com/watch?v=UBGXKLSReno

      • Artur Barbosa

        Tenho um renegade (2017) e acho o motor completamente adequado ao carro, sinceramente. Com a tecla sport acionada então, dá para os pilotos de semáforo acelerarem feito loucos a cada sinal verde.
        Obviamente comprei o carro já sabendo que não estava adquirindo um esportivo, visto a altura do mesmo. Para o que se propõe, acho maravilhoso. Não à toa a maioria dos donos é super satisfeita com o mesmo.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Como pode, o salário só reajusta uma vez ao ano, e ainda por cima, uma merreca.

  • Opa, é bom saber que a Toro tem câmbio manual, mas uma correção: o Renegade já tem manual de seis marchas desde a linha 2017 agora não sei qual vai usar na Toro, lembrando que a Toro diesel tem manual de seis marchas também.

    • G.Alonso

      Câmbio do Renegade é 5 marchas.

      • Valeu pelo toque é que na linha 2017 tinha mudado, só se voltou a cinco marchas, está bem estranho isso, mas enfim deixa quieto então.

        • Paulo Lustosa

          Seis marchas no Renegade sempre foi automático

          • Sim, valeu pela correção, mas deveria ser manual seis MT também.

          • Paulo Lustosa

            Sim sim, deveria realmente ser 6MT também pra melhor eficiência, como o que a GM anda fazendo

  • Angel

    Esse motor e-torq 1.8 comportaria uma tração 4×4 (manual e/ou automática)?

    • Raimundo A.

      Eu não vejo empecilho técnico. Se tratando de uma picape, seria melhor usar o AT9 por ter 1° marcha reduzida até porque a FCA não parece usar caixa redutora dedicada quando o câmbio é manual.
      Salvo engano, o Toro diesel 4×4 manual tem a função reduzida, mas não tem caixa redutora de marcha. A reduzida nessa configuração seria o bloqueio de algum diferencial somado, creio, a ajuste de controle de tração tipo o ABS off road da VW.
      Todavia, mesmo a transmissão ajudando, a questão ao meu ver seria o desempenho sofrível. Ela pode está carregada, com 4×4 reduzida ativo, mas o motor não ter potência e torque adequados a proposta. Talvez por isso que a Renault, que havia prometido no início, não lançou ainda e talvez tenha desistido, a Oroch 2.0 MT6 4×4.
      Pelo que eu já vi de veículos da FCA em testes e há mercado, assim como o Toro ganhou uma diesel AT 4×4 mais em conta, há espaço para uma 2.4 flex 4×4 AT9.
      O motor 2.4 já usa o AT9 e o 4×4 em veículos como Compass e Renegade para exportação e em outros mercados. É mais fácil o 4×4 no Toro 2.4 que desenvolver e não convencer no 1.8.

      • Que eu saiba a Toro não tem reduzida em nenhuma versão, mas apenas a 1ª super-curta dos câmbios AT9.
        No caso da Toro diesel, ela foi homologada com esse combustível por ser picape e atender o requisito de 1 tonelada de capacidade de carga. Por isso, há versão 4×2 da Toro com motor diesel.

  • HugoCT

    Vai vender ainda mais com o manual. Teria uma facil, so falta o money rs

  • E.V.

    Essa Banheira precisa de um motor melhor!

  • carnero

    Lages….
    Boa!