Projeção antecipa visual do Citroën C4 Cactus brasileiro

O Citroën C4 Cactus deve chegar ao mercado brasileiro entre fim de 2017 e começo de 2018. Fabricado em Porto Real (RJ), o SUV francês chegará de visual renovado como nossa reportagem antecipou em 14 de julho de 2016. A reestilização do Cactus será inspirada nas linhas da nova geração do C3 Aircross que estreou na Europa em junho. Com base em nossas apurações o designer Du Oliveira elaborou as projeções que ilustram esse post.

Motores

O Citroën C4 Cactus terá duas opções de motores no Brasil. O SUV será equipado com o motor 1.6 16V FlexStart e também o 1.6 16V THP. O propulsor aspirado poderá ser acoplado aos câmbios manual de cinco velocidades e o automático também de seis posições. Já o propulsor turbo trabalhará em conjunto somente com a transmissão automática de seis velocidades.

O motor 1.6 16V FlexStart rende potência de 115cv a 5.750 rpm e torque de 16,1 kgfm a 4.000 rpm com gasolina, com etanol a potência é de 118 cv  a 5.750 rpm e o torque é 16,1 kgfm 4.000 rpm.

Já o propulsor 1.6 16V THP rende potência de 166 cv a 6.000 rpm e torque 24,47 kgfm  a 1.400 rpm com gasolina no tanque. Com etanol, a potência é de 173cv a 6.000 rpm e o torque é de 24,47 kgfm a 1.400 rpm.

Modelo brasileiro perderá os Airbumps das laterais

Plataforma

O Citroën C4 Cactus nacional manterá a plataforma modular EMP2. As medidas do modelo nacional também serão idênticas as do modelo europeu. Assim, o SUV tem 4,16 metros de comprimento, 2,60 m de entre-eixos, 1,73 m de largura e 1,48 m de altura. Por enquanto, o SUV é chamado internamente de Projeto F3.

Linhas

Com a reestilização o C4 Cactus perderá os famosos Airbumps como antecipamos em 29 de novembro de 2016. Tirando isso as laterais não terão alterações em relação ao modelo europeu. As portas também manterão o mesmo formato.

Na dianteira, o SUV terá conjunto óptico duplos, o principal é mais estreito, inspirado na nova geração do C3 Aircross europeu. O duplo chevrón fica destacado na grade que faz jogo com os faróis principais. O para-choque terá entrada de ar divididas em duas partes para o abrigo da placa de identificação.

Já na parte de trás, o Citroën C4 Cactus terá novo para-choque mais robusto e lanternas traseiras com efeito tridimensional.

Interior

De acordo com nossas apurações, o Citroën C4 Cactus nacional perdeu muita coisa no acabamento interno em relação ao modelo europeu. Os painéis de porta foram simplificados. Já o painel é outro e o SUV ganhará uma nova central multimídia instalada na parte central.

Projeções | Du Oliveira/Especial para o Autos Segredos