Depois de firmada a parceria entre a PSA (Peugeot-Citroën) e a GM, chegou a hora de definir os rumos que as duas empresas seguirão juntas. No último dia 9 o comitê da união entre as duas marcas se reuniu em Detroit (EUA), e pelo visto uma fábrica das duas no Brasil está nos planos. Segundo a revista Veja, a construção desta nova unidade aportará um investimento de US$ 1,2 bilhão (pouco mais de R$ 2,4 bilhões).

A fábrica poderá ficar no Rio de Janeiro, onde a PSA mantém uma fábrica desde 2001, ou em Minas Gerais por estar mais próxima de fornecedores de autopeças. A decisão será tomada até o final deste mês. Desta fábrica sairão quatro modelos, dois de cada montadora, o que permitirá uma economia anual de US$ 1 milhão.

A parceria entre General Motors e PSA Peugeot Citröen foi anunciada no início de março, quando a GM aceitou pagar cerca de 420 milhões de dólares por uma participação de 7% na Peugeot. As propostas giram em torno da troca do know-how das duas empresas; a GM aproveitaria a experiência da PSA com compactos, e o grupo francês o know-hom da GM com carros maiores (SUVs) e mais luxuosos (sedãs grandes).

Recentemente Frederic Saint-Gerous, diretor geral da Peugeot, afirmou ao jornal italiano Corriere Della Serra que a união poderá originar um crossover, uma minivan compacta, dois modelos médios e dois outros compactos. Seus respectivos lançamentos deverão ocorrer depois de 2016.

Fonte | Veja

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter