fiatmillefirePara aqueles que estão com pouca grana e não abrem mão de comprar o sonhado carro zero-quilômetro, separamos os principais modelos de entrada. A ideia era usar a faixa de corte de R$ 25 mil. Entretanto, como o Volkswagen Gol G4 tem preço sugerido de R$ 25.420, o incluímos e listamos todas as opções que o consumidor tem até chegar no Fiat Uno Mille Fire Economy, que é o automóvel mais barato do Brasil, com preço sugerido de R$ 22.230.

Curiosamente, o segmento de entrada será o que mais passará por mudanças em 2014, quando entrará em vigor a lei que obriga todos os modelos produzidos no país a saírem de fábrica com airbag duplo e freios ABS de série. Das sete opções, Fiat Uno Mille Fire, VW Gol G4 e Ford Ka deixarão de ser produzidos e o Chery QQ ganhará nova geração. Já os três restantes Renault Clio, Fiat Palio Fire e Chevrolet Celta receberão os equipamentos de segurança e seguirão em linha por mais algum tempo.

MILLE FIRE A opção mais barata do mercado atualmente é o Fiat Uno Mille Fire 1.0 8v 2P, que tem preço sugerido pelo fabricante de R$ 22.230. Por esse valor, o consumidor tem a opção de escolher entre quatro cores sólidas: azul búzios, branco banchisa, preto vulcano e vermelho alpine. Caso opte por uma cor metálica, terá de desembolsar mais R$ 725.

A versão de entrada não oferece nada além do necessário para o Mille trafegar. Os vidros são manuais, não há trava elétrica nem apoio de cabeça para os ocupantes do banco traseiro. Itens como limpador e desembaçador traseiro nem pensar e, caso o consumidor faça questão deles, terá que aumentar a conta em R$ 861 e levar também comandos manuais de regulagem dos retrovisores externos.  Um dos poucos mimos que o Mille oferece de série é o espelho no para-sol do lado passageiro.

A Fiat disponibiliza alguns equipamentos que podem ser adquiridos a parte. Se o consumidor estiver disposto, pode acrescentar ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos ao compacto, ao custo de R$ 4.476. Completo, o Mille pula para R$ 26.706. O modelo é equipado com motor 1.0 de 66 cv de potência quando abastecido com etanol e 65cv com gasolina no tanque.

Se os custos não fossem caros demais para adaptar airbag duplo e ABS, o veterano Mille ficaria por mais tempo no mercado. Como o investimento não compensa para a marca, ele deixará de ser produzido em dezembro. Para marcar sua trajetória no mercado nacional, o hatch receberá a série especial de despedida batizada de Grazie Mille.

renaultclioCLIO A segunda opção mais em conta para o consumidor é o Renault Clio Authentique 1.0 16v 2P, que tem preço sugerido de R$ 23.990. São quatro opções de cores sólidas: branco glacier, preto opaco, vermelho vivo e branco creme. Pela pintura metálica paga-se R$ 770. O francês fabricado na Argentina é ligeiramente mais generoso que o Mille e oferece um pouco mais em sua versão de entrada.

De série, o consumidor é contemplado com retrovisores externos com regulagem manual interna, computador de bordo com oito funções, pré-disposição para rádio e dois apoios de cabeça para os ocupantes traseiros. O hatch é equipado com o motor 1.0 16v que rende 80cv de potência com etanol e 77cv quando abastecido com o gasolina.

Mas, assim com o Mille, os vidros são manuais, não há travas elétricas, nem desembaçador e limpador do vidro traseiro. E mesmo que o consumidor queira que seu carro conte de fábrica com esses itens, não há como, pois o único opcional do modelo para versão de entrada é o ar-condicionado, que acrescenta R$ 2.250 na conta. No caso do Clio, se o futuro proprietário quiser algo mais, terá que optar pela versão Expression, que tem preço sugerido de R$ 25.970 e só está disponível na carroceria de cinco portas.

Apesar de já ter contado no passado com airbag duplo e ABS, o Clio deixou de oferecê-los nos últimos anos e não há nem opção para comprar. A Renault perdeu uma grande chance de sair na frente dos rivais ao não equipar o modelo com os dois itens no fim de 2012, quando o compacto foi reestilizado.  A vantagem em relação ao Mille é que o Clio continuará em linha por mais algum tempo e, a partir do dia 1º de janeiro de 2014, contará novamente com airbag duplo e ABS de série.

cheryqqQQ O Chery QQ 1.1 4P divide a segunda posição de modelo mais em conta no mercado nacional, já que seu preço de R$ 23.990 é o mesmo do Clio. O modelo é fabricado na China e em breve ganhará nova geração. A atual deve durar até o fim deste ano. Para tirar um pouco da desconfiança do consumidor quanto à origem chinesa, a marca vende o hatch completo, prática comum entre os fabricantes conterrâneos.  São sete opções de cores: prata, preto, branco, azul, verde, vermelho e amarelo.

De série, o hatch chinês conta com ar-condicionado, direção hidráulica, duplo airbag, painel digital, faróis de neblina dianteiros e traseiros, vidros, travas e retrovisores elétricos e rádio AM/FM com CD Player MP3 com entrada USB, freios ABS, alarme antifurto, aviso sonoro do cinto de segurança desatado, luz de aviso de baixo nível de combustível, limpador e desembaçador traseiro, brakelight e spoiler. O QQ é o único modelo que não conta com o sistema flex, mas tem motor 1.1 que rende 68 cv com gasolina.

fordkaKA O modelo da Ford é o terceiro na hierarquia de preço mais baixo. O Ka 1.0 8v 2P é vendido com valor sugerido de R$ 24.200 e consumidor conta apenas com duas opções de cores, branco ártico e vermelho arizona. Caso queira a pintura metálica prata dublin ou a perolizada preto Bristol, o custo aumenta em R$ 707. Assim como Mille, o Ka também dará adeus ao mercado para a chegada da nova geração prevista para estrear em 2014. O atual não verá o sucessor chegar e sairá de cena no fim do ano.

O comprador do Ka não passará aperto com o calor, pois o modelo conta de série com ar-condicionado. Os equipamentos restantes são retrovisores externos com regulagem manual interna, preparação para vidros elétricos e fechamento global, tapetes em carpete para motorista e passageiro (frontais) com sistema de travamento para posição do motorista e dois apoios de cabeça para os passageiros do banco de trás.  Caso o consumidor deseje um Ka um pouco mais equipado, terá que optar pelo segundo pacote do catálogo, que tem preço sugerido de R$ 26.700 e acrescenta alarme, vidros e travas elétricas e direção hidráulica. O hatch é equipado com motor 1.0 8v que rende 73cv de potência com etanol no tanque e 69cv quando abastecido com gasolina.

fiatpaliofirePALIO FIRE A Fiat conta com dois modelos abaixo dos R$ 25 mil, por isso o Palio Fire Economy 1.0 8v 2P entra na lista. O modelo tem preço sugerido de R$ 24.270, que o coloca na quarta opção em termos de preço. Por esse valor, o consumidor tem quatro opções de pintura sólida: azul búzios, branco banchisa, preto vulcano e vermelho alpine. O Palio Fire é outro que receberá airbag e ABS a partir 1º de janeiro de 2014, o que lhe dará uma sobrevida no mercado. Além do mais, a marca trabalha numa grande reformulação visual para o modelo que é chamado internamente pelo apelido de Palio Mille, que nada mais é que a produnda reestilização do Palio Fire atual.

Ao lado do Mille, o Palio é outro modelo que não oferece nada além do necessário para a circulação pelas ruas do Brasil. Os vidros são manuais, não há trava elétrica nem apoio de cabeça para os ocupantes do banco traseiro. Faltam ainda limpador e desembaçador traseiro. Se fizer questão dos últimos itens, o consumidor irá pagar R$ 872 e leva de gorjeta os comandos manuais de regulagem dos retrovisores externos. Assim como no Mille, há vários pacotes de equipamentos opcionais. Se quiser levar o carro com os tradicionais ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas o consumidor terá que desembolsar R$ 4.353. Agora, se o consumidor além de tudo fizer questão da segurança, terá que pagar R$ 1.647. Entretanto, vale lembrar que o valor final do modelo chegará aos R$ 30.270. O Palio Fire é equipado com motor 1.0 8v que rende 75cv de potência com etanol e 73cv quando abastecido com gasolina.  De vantagem em relação ao irmão Mille, o Palio tem projeto um pouco mais moderno.

chevroletceltaCELTA Levando em conta o requisito preço, o Chevrolet Celta 1.0 8v LS 2P ocupa quinta posição, tabelado pelo fabricante em R$ 25.390. Por esse valor, o consumidor pode escolher entre três opções de pinturas sólidas: branco summit, preto e vermelho pepper. Se o comprador quiser a pintura metálica, terá que desembolsar R$ 750. O fato de o modelo não contar com a opção de airbag e ABS desde o seu lançamento, no começo dos anos 2000, foi resolvido em 2013 e a versão LTZ de 4P tem os dois itens em sua lista de opcionais. Assim, em 2014, o modelo terá os equipamentos de segurança de série e também ganhará mais um sopro de vida no mercado nacional. A marca inclusive fará outra pequena reestilização no hatch.

Se não tem o ar-condicionado de série como no Ford Ka, a versão de entrada do Celta leva vantagem sobre Mille, Clio e Palio por oferecer de série dois apoios de cabeça para os ocupantes do banco traseiro e os cintos laterais traseiros de três pontos retráteis, controle remoto manual dos espelhos retrovisores externos e preparação para sistema de som. Em compensação, os vidros são manuais, as portas não contam com trava elétrica e também faltam limpador e desembaçador do vidro traseiro. Para acrescentar esses dois últimos itens, o consumidor tem pagar mais R$ 700. Caso queira levar o Celta de entrada mais completo, o custo eleva o valor inicial em R$ 2.400 e deixará o hatch equipado com limpador e desembaçador do vidro traseiro, temporizador do limpador parabrisa e ar condicionado. Assim, o preço chegaria aos R$ 27.790. O Celta é equipado com motor 1.0 8v que rende 78cv de potência quando abastecido como etanol e 77cv com gasolina no tanque.

volkswagengolGOL G4 A sexta posição fica para o veterano Volkswagen Gol G4 1.0 8v 2P, que ao lado do Mille, conta com o projeto mais antigo. O Gol G4 é a mais cara das opções de entrada, com preço sugerido de R$ 25.420. O comprador poderá escolher entre as cores branco cristal, cinza marine, preto ninja e vermelho flash, caso não queira pagar mais R$ 1.010 pela pintura metálica, que também é uma das mais caras do segmento. Quando a Geração 4 foi lançada, em 2005, o modelo ganhou novo painel, perdendo a opção de airbag. Mas isso não o impediria de continuar no mercado, pois ele poderia receber airbag e ABS de série. Só não seguirá em linha em 2014 porque a marca alemã foi mais esperta que os concorrentes e desenvolveu o moderno compacto Up! para ocupar seu lugar. Assim, a VW ficará a frente das rivais, que não terão modelos novos para o segmento de entrada.

Apesar de levar o título de mais caro da categoria, isso não significa que o modelo entregue mais que os seus concorrentes. De série, o hatch traz dois cintos laterais de três pontos retráteis no banco traseiro e espelho retrovisor externo com controle manual. De resto, ele também só conta com o básico para poder circular pelas vias. Os vidros são manuais, não há trava elétrica das portas e ainda faltam limpador e desembaçador do vidro traseiro. Caso o consumidor queira equipar o G4 com lavador e limpador do vidro traseiro, será necessário desembolsar R$ 349.  O comprador também tem a opção de levar o G4 com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, desembaçador e limpador traseiro, desde que esteja disposto a investir R$ 5.323. E assim o Gol G4 pularia para o valor final de R$ 30.743. O Gol G4 é equipado com o motor 1.0 8v, que rende 71cv de potência com etanol e 68cv com gasolina.

Fotos |Fiat/Divulgação, Renault/Divugação, Chery/Divulgação, Ford/Divulgação, Chevrolet/Divulgação e Volkswagen/Divulgação
Fontes | Sites oficiais dos fabricantes