A linha editorial do Autos Segredos é voltada para o mercado nacional. Assim sendo, costumamos repercutir notícias internacionais apenas quando as mesmas têm relação com o Brasil. É exatamente por tal motivo que decidi reproduzir a lista dos automóveis mais seguros de 2011 segundo o Euro NCAP. Afinal, quase todos eles ou já estão à venda nas concessionárias locais ou serão lançados em breve.

É verdade que os testes do Latin NCAP têm demostrado que os similares locais não oferecem a mesma segurança de seus pares comercializados em países desenvolvidos. Trata-se de outro bom motivo para olhar com atenção para os resultados obtidos pelo Euro NCAP, que servirão como base de comparação. Por fim, grande parte dos veículos da lista é (ou será) trazida ao Brasil via importação direta de seus países de origem, o que significa que são idênticos aos modelos avaliados pelo instituto europeu.

O Euro NCAP testou 53 automóveis durante o ano passado. O relatório divulgado pela entidade aponta os melhores em cinco categorias. Todos os veículos relacionados na lista obtiveram cinco estrelas nos testes de impacto e alcançaram as melhores notas em seus segmentos em quatro itens: proteção a ocupantes adultos, proteção a ocupantes crianças, proteção a pedestres e sistemas de assistência à direção. Veja os vencedores de cada segmento:

SUV compacto: Audi Q3
Compacto: Chevrolet Aveo (Sonic no Brasil)
Familiar Médio: Ford Focus (3ª geração)
Monovolumes: Mercedes-Benz Classe B
Familiar Grande: Volvo V60

O instituto também enumerou os veículos que melhoraram mais em relação às gerações anteriores, que também foram testadas. São eles: Chevrolet Malibu, Mercedes-Benz Classe M, Toyota Yaris, Lexus CT200h, Opel Zafira Tourer, Hyundai ix20 e BMW X1. O Ford Ranger faturou menção honrosa por ter sido a primeira picape a obter cinco estrelas, enquanto o Nissan Leaf foi o carro elétrico mais seguro já avaliado, também faturando cinco estrelas.

Por fim, vale mencionar o modelo que obteve os piores resultados nos testes do Euro NCAP durante o ano passado. O mais inseguro foi o Dacia Duster, irmão-gêmeo do homônimo comercializado no Brasil pela Renault. O SUV alcançou três estrelas e obteve notas baixas nos itens proteção a pedestres e sistemas de assistência à direção. Infelizmente, tais resultados ainda estão acima daqueles obtidos pela maioria dos automóveis testados pelo Latin NCAP em 2011 (veja aqui).

Fotos: Euro NCAP/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter