Chamado de Audi Traffic Light Information o sistema começará a atuar ano em Ingolstadt, Alemanha. Outros municípios da Europa também serão integrados a tecnologia
Onda verde Audi
Foto | Audi/Divulgação

Os novos modelos da Audi serão integrados em rede com os semáforos em Ingolstadt, na Alemanha.  A tecnologia batizada de Audi Traffic Light Information será estendida a outras cidades europeias em 2020.

Onda verde

Em rede, os veículos poderão capturar uma “onda verde” na cidade: os motoristas de Audi verão no painel qual velocidade é necessária para chegar ao próximo semáforo no verde. Caso não seja possível dentro do limite de velocidade permitido, aparecerá uma contagem para a próxima fase verde.

Os proprietários de modelos da marca no mercado americano já usam o serviço desde o final de 2016. A marca é a primeira montadora no mundo a conectar em rede seus modelos com os semáforos nas cidades.

Onda verde Audi
Foto | Audi/Divulgação

EUA

Nos Estados Unidos, os clientes da Audi já usam há dois anos a função “Tempo Até o Verde”. Caso o condutor chegue num semáforo vermelho, uma contagem no Audi virtual cockpit ou head-up display conta os segundos até o próximo semáforo verde.

De acordo com a marca alemã, a tecnologia está disponível em mais de 5.000 cruzamentos nos EUA, por exemplo, em cidades que incluem Denver, Houston, Las Vegas, Los Angeles, Portland e Washington (capital). Só na capital cerca de 1.000 cruzamentos estão conectados à função Audi Traffic Light Information.

GLOSA

Já em fevereiro deste ano, a marca passou a oferecer na América do Norte o serviço “Green Light Optimized Speed Advisory” (GLOSA) (Aviso de Velocidade Otimizada para o Semáforo Verde) mostra ao motorista a velocidade ideal para chegar ao próximo semáforo verde.

“O para e anda nas cidades é muito irritante. Ficamos felizes quando encontramos uma ‘onda verde’, mas infelizmente isso ocorre muito raramente. Com a função Audi Traffic Light Information, os motoristas têm maior controle. Eles dirigem com mais eficiência e mais relaxados, porque sabem se um semáforo a 250 metros à frente estará verde”, comenta Andre Hainzlmaier, responsável pela área de desenvolvimento de aplicativos, serviços conectados e cidades inteligentes da Audi. “Futuramente, dados anônimos de nossos veículos podem ajudar a mudar os semáforos nas cidades para melhorar as fases e o fluxo do tráfego”.

Siga nossas redes sociais