Nissan-Kicks-(64)Marlos Ney Vidal (*)
De São Paulo (SP)

“O cliente do SUV é realmente muito moderno, ele está sempre tentando ser a tendência da moda”, diz Juliana Fukuda, gerente de Marketing da Nissan. Com o Kicks, a marca japonesa quer surfar nessa onda. R$ 89.990 é o preço que o consumidor terá que pagar para andar na última novidade entre os SUVs compactos. As vendas começam a partir do dia 5 de agosto.

Nissan-Kicks-(63)Nessa primeira fornada, o SUV virá do México e será comercializado somente na versão SL 1.6 equipada com câmbio CVT. As unidades nacionais só devem começar a chegar ao mercado, em março de 2017, quando o modelo será vendido em outras opções de acabamento.

Frente aos concorrentes diretos, o Kicks chega com preço bem competitivo. R$ 97.490 é o preço do Jeep Renegade Limited Edition, o que dá uma vantagem de R$ 7.500 para o Kicks, já em relação ao Honda HR-V EXL, ele fica R$ 9.210 mais barato. Em termos de equipamentos os três são páreos.

Nissan-Kicks-(45)O Kicks impressiona pelas linhas robustas e pelos faróis e lanternas traseiras em formato bumerangue. Outro charme do modelo é o teto flutuante. Visto de lado, os destaques são as caixas de roda musculosas e as rodas diamantadas de 17 polegadas. Já os pneus têm medidas 205/55.

O Kicks tem acabamento bem cuidado e de melhor qualidade que o dos irmãos March e Versa. O acabamento interno mescla plástico rígido com algumas partes revestidas em espuma forrada em couro. O painel tem uma faixa central chamada de Gliding Wing (ou asa planadora), o item coloca em destaque a tela colorida de sete polegadas, cuja posição centralizada oferece uma série de sistemas de informação, entretenimento e conexão para smartphones.

O quadro de instrumentos conta com uma tela multifuncional de sete polegadas com 12 funções, como navegação e computador de bordo. O novo volante faz sua estreia mundial no Kicks e conta com comandos do computador de bordo e áudio.

De série a versão SL tem como principais itens de série ar-condicionado digital de uma zona, partida do motor por botão, chave presencial, vidros elétricos com função um-toque, sensor de estacionamento e câmera de ré, retrovisores externos com regulagem elétrica, acendimento automático dos faróis, airbags frontais, laterais e de cortina, isofix, central multimídia com tela sensível ao toque.

Nissan-Kicks-(26)Assim como seus principais concorrentes, o Kicks conta com os controles eletrônicos de tração e estabilidade, mas está a um passo a frente dos concorrentes por conta do controle dinâmico em curvas. Este sistema regula o movimento da carroceria e usa o freio motor e sistema de freios para diminuir o subesterço.

[photomosaic]

O Nissan Kicks tem 4,29 metros de comprimento, 2,61m de entre-eixos, 1,76m de largura e 1,59m de altura. Os bancos dianteiros apoiam bem as pernas e motorista e passageiro contam com bom espaço. No banco traseiro o espaço é bom, mas, o passageiro do meio sentirá desconforto por conta do apoio de braço central bem saliente.

Nissan-Kicks-(23)Internamente, o acabamento em couro da versão SL conta com três tipos de revestimento em couro: (preto, Macchiato e Sand). No quesito segurança todos os ocupantes contam com apoios de cabeça e cinto de três pontos. Para o transporte dos pequenos, o modelo contará com o sistema Isofix.

Já o porta-malas tem boa capacidade, com volume de 432 litros.

O crossover tem uma distância do solo de 20 cm e que segundo o fabricante permite que o modelo transponha facilmente lombadas ou ruas e estradas em condições ruins, sem impacto na dirigibilidade.

Nissan-Kicks-(41)Motor

A Nissan optou por equipar o Kicks com o motor 1.6 16V Flex, com controle de abertura de válvulas continuamente variável, que rende 114cv de potência e 15,5kgfm de torque. O câmbio é automático do tipo CVT, com simulador de troca de marchas para uma condução mais esportiva. A direção tem assistência elétrica variável.

O Kicks chegará ao mercado chancelado com o selo do Conpet. O crossover teve nota A em sua categoria e nota B na comparação geral no Programa de Etiquetagem Brasileiro (PBE) do Inmetro. O modelo terá média de 8,1km/l rodando com etanol na cidade e 9,6km/l na estrada. Já com gasolina no tanque a média é de 11,4km/l na cidade e 13,7km/l na estrada.

Andando

Mesmo tendo motor menor que o Renegade, o Kicks tem desempenho melhor por conta do menor peso. Já em relação ao HR-V os dois tem desempenho similar.  Mas, o cliente não deve esperar um desempenho esportivo do modelo. O motor permite uma condução sem estripulias. As retomadas são bem limitadas. Com o pé embaixo, o destaque fica por conta do bom isolamento acústico que diminui o barulho vindo do cofre do motor.

Outro ponto forte do modelo são as revisões a preço fixo.

  • 10 mil km: R$ 419
  • 20 mil km: R$ 579
  • 30 mil km: R$ 419
  • 40 mil km: R$ 579
  • 50 mil km: R$ 419
  • 60 mil km: R$ 579
Ficha técnica

Motor
1.6 16V flex

Câmbio
CVT

Potência
114cv a 5.600rpm (g/e)

Torque
15,5kgfm a 4.000rpm (g/e)

Dimensões (CxLxA)
4,30 x 1,76 x 1,59 metros

Entre-eixos
2,61 metros

Peso
1.142 quilos

Porta-malas
432 litros

Ângulo de ataque
20 graus

Ângulo de saída
28 graus

Altura em relação ao solo
20 centímetros

Velocidade máxima
175km/h

Aceleração (0 a 100km/h)
12 segundos

Consumo urbano
8,1(e) / 11,4(g)

Consumo rodoviário
9,6(e) / 13,7(g)

(*) O jornalista viajou a convite da Nissan.

Fotos | Nissan/Divulgação