A alta do IPI para veículos importados foi um balde de água fria para as importadoras, mas respingou um pouco em algumas marcas que produzem no Brasil e nos países do Mercosul. A Peugeot está sentido parte dos efeitos agora: quando a medida foi anunciada, no dia 15 de setembro, já eram feitos os preparativos finais para a chegada do RCZ, que tem preço sugerido de R$ 139,9 mil, mas alguns concessionários já comercializam o modelo por R$ 152 mil.

Apesar de o lançamento oficial ainda não ter acontecido, algumas autorizadas já exibem o modelo. Por enquanto, o RCZ não está disponível para pronta entrega; apenas encomendas são aceitas.  O carro que ilustra este post foi fotografado em Belo Horizonte, MG. O primeiro lote a desembarcar no Brasil é formado por 20 unidades.


Apesar do preço mais alto que o previsto, o valor ainda é consideravelmente mais conta que o principal rival do RCZ, o Audi TT, que não sai por menos de R$ 196 mil, ainda repasse do IPI. O concorrente germânico, porém, sai na frente em termos de performance, com motor de 211 cv. A Peugeot optou por trazer a versão mais mansa, com 156 cv.

A transmissão é automática de seis marchas, com tração dianteira.  Na Europa, o cupê francês dispõe de uma configuração com 200 cv e caixa manual, também de seis velocidades. O propulsor de ambos é o 1.6 THP (Turbo High Pressure), com ajustes eletrônicos distintos.

Tive uma boa impressão ao ver o RCZ de perto. As linhas não chegam a inovar, mas são bem resolvidas e conseguem dar um ar agressivo ao cupê. O acabamento também agradou, com bons arremates e materiais macios ao toque.

O porta-malas comporta 321 litros de bagagem, mais que suficientes para acomodar as malas de dois adultos. O modelo até dispõe de banco traseiro, mas não é boa ideia encarar longos percursos com quatro adultos a bordo, pois o espaço só é satisfatório para os ocupantes da frente, o que é comum em esportivos. O lançamento está marcado para os próximos dias 17 e 18, na Fazenda Capuava, em Indaiatuba, SP.


Fotos | Alexandre Soares/Autos Segredos

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter