Audi-S3-Sportback-6[2][7]Esta é a primeira vez que a Audi cria um S3 Sportback, e ele já está no Brasil. A versão, anteriormente disponível apenas com duas portas, agora está disponível com quatro e chega ao mercado custando R$ 205.500. Ao invés de um 1.8 de 180 cv, seu motor é um 2.0 TFSI que com sua turbina gerando até 1,2 bar gera 280 cv @ 6.800 rpm  e 38,7 kgfm de torque entre 1.800 e 5.500 rpm. Toda essa potência é transmitida para as quatro rodas com ajuda de um câmbio manual ou sequencial de dupla embreagem, ambos de seis marchas.

Audi-S3-Sportback-7[2][3]

Já seria muito mais empolgante que o primeiro S3, com seus 210 cv, mais ainda há uma válvula no escapamento que se abre em rotações mais altas para deixar o ronco do motor mais encorpado e um atuador eletromecânico permite que parte da sinfonia dos cilindros invada o carro.

Audi-S3-Sportback-18[2][3]

Apesar de pesar 1445 kg (70 kg a menos em relação à geração anterior), tem bom desempenho. Atinge os 100 km/h em 4,9 segundos e tem velocidade máxima limitada eletronicamente aos 250 km/h. Para responder à altura aumento da performance, o sistema de freios foi revisto, com 340 milímetros de diâmetro nos discos dianteiros trazem pinças pintadas em vermelho e o logo S.

m relação ao A3 Sportback, o S3 Sportback recebe mudanças na grade, pintada de cinza, para-choques, com novas entradas de ar, lanternas traseiras, totalmente de LED, para choques traseiro, com quatro saídas de escape, uma para cada cilindro, entre outros detalhes. O interior possui tons escuros e detalhes prateados e na cor vermelha. Os destaques ficam com o volante, de couro e com base achatada, e com o marcador da pressão de turbo no painel, no lugar do mostrador de pressão do líquido de arrefecimento. Bancos de couro e a letra S em alguns lugares completam a receita.

Audi-S3-Sportback-19[2][3]

O novo Audi S3 Sportback desembarca equipado com rodas de 18 polegadas e pneus 225/40, com baixa resistência ao rolamento, freio de estacionamento eletromecânico, que comanda o eixo traseiro, e controle de estabilização eletrônica (ESC) de nova geração.

Fotos | Audi/Divulgação