O Mercedes-Benz CLS 63 AMG está a venda no Brasil desde janeiro, e agora o coupé de quatro portas está disponível na versão CLS 350. Ele continua chamando atenção pela ousada curva do teto em direção ao porta-malas, mas custa menos – e anda menos rápido. A versão menos equipada parte de R$ 320.500, enquanto a top de linha, a CLS 63 AMG, custa a partir de R$ 550 mil.

O motor é um 3.5 V6 que gera 306 cavalos, capaz de levá-lo aos 100 km/h em 6,1 segundos, mas a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h, como de costume. Já a CLS 63 AMG conta com um 5.3 V8 Biturbo, que gera 557 cavalos, levando o sedan de quase 5 metros de comprimento de 0 a 100 km/h em impressionantes 4,3 segundos, além de adereços estéticos diferenciados.Para reduzir o peso do veículo a Mercedes-Benz fez com que as portas, o porta-malas, o capô e os elementos da suspensão fossem feitos de alumínio. O resultado foi um modelo de 4,94 metros de comprimento pesando 1.735 quilos, um pouco menos que um Fiat Freemont. Isso resulta em um consumo interessante, de cerca de 10km/l em ciclo europeu.

Com informações de Quatro Rodas, Vrum, Jornal da Tarde

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter