land_rover_defender_90_autobiography_3

Despedidas são difíceis, principalmente quando estamos falando de carros icônicos. Foi assim com a Kombi e está sendo assim para o Land Rover Defender, que terá produção encerrada este ano – apesar de não ser importado desde 2012. A fabricante anunciou o lançamento de três séries de despedida, uma para cada público do jipe, que chegarão ao mercado europeu ao longo do ano.

land_rover_defender_17

A série Autobiography, de apenas 80 carros, chega ao mercado em abril com o máximo de luxo: nela, o Defender 90 é pintado nas cores preta e cinza e tem o interior todo forrado de couro Windsor. Seu motor 2.2 Turbodiesel gera 152cv, contra 123cv dos demais Defender. Preços partem de nada módicos 61.845 libras, ou R$ 250.400.

land_rover_defender_6

Em seguida vem o Defender Adventure Edition, para quem quer ir a qualquer lugar a qualquer hora. Tem todos os acessórios off-road disponíveis para o defender, como proteção reforçada para o motor e pneus Goodyear MT/R. A produção será limitada a 600 unidades e cada um com decalques exclusivos e interior com acabamento em couro. As vendas terão início em agosto nas versões 90 e 100 Station Wagon, nas cores branco, laranja e cinza. Preços começam em 43.495 libras, cerca de R$ 176.200.

land_rover_defender_90_heritage_2

Legal mesmo é o Defender Heritage Edition, que faz alusão aos primeiros carros da marca com um verde claro fosco contrastando com o teto branco, sem esquecer as rodas de aço, todos elementos característicos do início de sua carreira, em 1948.

land_rover_defender_90_heritage_7

Além disso, a grade segue o design dos primeiros modelos, inclusive com o logotipo da época. Nos para-lamas, a placa da primeira unidade pré-série, conhecida como “Huey”, que funciona até hoje. Apenas 400 unidades serão produzidas, nas carrocerias 90 Hard Top, 90 Station Wagon e 110 Station Wagon com preços que partem de 27.500 libras, ou R$ 112.600 sem impostos.

land_rover_defender_24Fotos | Land Rover/Divulgação