Honda WR-V, novo aventureiro da marca japonesa chega em março

3373
A Honda apresentou o WR-V, modelo aventureiro derivado Fit. O WR-V chegará ao mercado março com motor 1.5 e câmbio CVT. Ainda sem valores definidos, o “SUV” ficará posicionado entre o Fit e o HR-V.

O modelo foi totalmente desenvolvido no Brasil pelo Honda Research Brasil, instalado em Sumaré (SP). Apesar de chamar o modelo de SUV, o WR-V tem alma e corpo de Fit.

O primeiro flagra do modelo foi publicado pelo Autos Segredos em 11 de dezembro de 2015.

Tamanho

O WR-V tem 2,55 m de entre-eixos, 4 m de comprimento, 1,73 m de largura e 1,6 m de altura, o WR-V traz medidas compactas que o tornam ágil de condução em grandes centros urbanos. Os 17,9 cm de vão livre do solo e os ângulos de ataque e saída de 21º e 33º.

Irmãos

O WR-V tem a mesma plataforma, carroceria, portas e todo o conjunto mecânico do Fit. O que diferencia WR-V são a traseira e dianteira com desenho exclusivos, além da suspensão elevada, que é exclusiva do modelo.

Design

O WR-V tem frente elevada e a grade frontal que remete a linha de SUV da Honda. Com faróis próprios em relação ao Fit, o conjunto conta com com luzes de uso diurno (DRL) em LED.

Nas laterais, o que muda é maior altura em relação ao solo e os apliques pretos nas caixas de rodas, que se estendem até os para-choques.

Já a traseira do WR-V também tem linhas mais agressivas. As lanternas têm formato idêntico ao Fit na carroceria, o que a diferencia é a extensãona tampa do porta-mlas, como HR-V e a nova geração do Civic. A placa de identificação continua na tampa do porta-malas, mas foi deslocada para baixo por conta do novo desenho da peça.

Suspensão

Segundo a Honda, a suspensão adota amortecedores com batente hidráulico e diâmetro de cilindro reforçado, barra estabilizadora robusta, projetada para minimizar a rolagem da carroceria, garantindo estabilidade mesmo com uma altura do solo mais elevada. As buchas frontais são mais robustas, bem como a travessa de suspensão, com enfoque no conforto de rodagem.

O eixo traseiro tem seu desenvolvimento baseado no HR-V e traz alta rigidez para o aumento do conforto e dirigibilidade. A caixa de direção EPS (Electric Power Steering), é eletricamente assistida, desenvolvida especificamente para o WR-V, permitindo um raio de manobra de apenas 5,3 metros.

O WR-V é equipado com rodas de liga-leve de 16 polegadas calçadas com pneus 195/60 que trazem conforto e baixa vibração.

Interior de Fit

O WR-V tem o mesmo interior do Fit, o que mudam os revestimentos dos bancos com novas padronagens de revestimento, que diferem conforme a cor da carroceria, permitindo um estilo único ao SUV. São duas combinações de cores do revestimento navalhado – preto e prata ou preto e laranja – que conferem um visual dinâmico, moderno e diferenciado para o interior do WR-V. O painel é idêntico ao do Fit, o que diferencia é um friso prateado acima do porta-luvas

Motor

O WR-V é equipado com o motor 1.5 i-VTEC FlexOne, com controle eletrônico variável de sincronização e abertura de válvulas. Com etanol, o propulsor rende 116 cv de potência a 6.000 rpm e 15,3 kgf.m de torque à 4.800 rpm – quando abastecido com gasolina, são 115 cv a 6.000 rpm e 15,2 kgf.m à 4.800 rpm. O câmbio será o CVT com conversor de torque.

Fotos | Honda/Divulgação