Supresinha da Honda no Salão do Automóvel foi a apresentação das versões 2.0 do Honda Civic. O novo motor estreia em fevereiro em duas novas versões do modelo, as LXR e EXR, que substituem as antigas LXL e EXS. Apenas a LXS permanece com o antigo motor 1.8.

Este motor é um 2.0 I-VTEC flex que gera 155 cv de potência quando abastecido com etanol e 150 cv com gasolina, e torque máximo de 19,5 kgf.m a 4.800rpm no etanol. Ele ainda dispensa o subtanque de gasolina para partidas a frio – o que extingue a estranha portinhola no para-lama dianteiro. Ao destravar as portas, aquecedores entram em ação na linha de combustível tornando a temperatura ideal para que haja combustão. A transmissão automática de cinco marchas, ainda contará com paddle-shift para trocas sequenciais. A função “ECON” que promove condução mais econômica, introduzida na linha 2012, permanece.

Das versões atuais, apenas a versão LXS continuará, e ainda com o motor 1.8 SOHC Flex de 140 cv. A partir de 2014 ele será parceiro de uma nova opção de câmbio manual de seis marchas. Seu preço passa a R$ 66.690 quando com câmbio manual e R$ 69.990 quando com o câmbio automático de cinco marchas.

Equipamentos:

O Honda Civic LXS 1.8 2014 traz como novidade conexão Bluetooth para celular e chave tipo canivete. É de série freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, airbag duplo, direção com assistência elétrica (EPS), ar-condicionado digital, sistema ECON, Central i-MID com computador de bordo, sistema de som integrado ao painel com rádio AM/FM, CD Player, leitor de MP3, entrada P2 e USB com controle no volante; rodas de aro 16″, banco do motorista com ajuste de altura; coluna de direção com ajuste de altura e profundidade; revestimento interno no porta-malas, banco traseiro reclinável e com bandeja sob o assento e câmera de ré.

A versão LXR 2.0 soma à lista do LXS acendimento automático do faróis, bancos revestidos em couro, grade frontal na cor black piano, luzes indicadoras de direção nos retrovisores, faróis de neblina e revestimento nas alças do porta – malas.

Na versão topo de linha, EXR 2.0, além dos equipamentos da LXR há adição de airbags laterais, freios com sistema EBA (multiplica o esforço aplicado no pedal), maçanetas cromadas; navegador GPS, teto solar elétrico; dois tweeters; sistema VSA (controle de estabilidade) e sistema MA-EPS, que torna a direção mais rígida caso o motorista movimente o volante de forma a provocar instabilidade.

Fonte | Honda