Os fabricantes de automóveis costumam reservar muitas novidades para o Salão do Automóvel de Frankfurt, talvez a mais tradicional mostra do setor. A Ford não é exceção e expõe diversos lançamentos em seu stand na mostra. A principal estrela é o Evos, um carro-conceito desenvolvido de acordo com as duas características que a marca mais procurou destacar no evento: esportividade e ecologia.

Trara-se de um cupê arrojado, que substitui o motor a combustão por um sistema híbrido. O modelo foi criado para ser referência de design para os futuros projetos da marca. As próximas gerações de Fusion e Mondeo terão linhas inspiradas no Evos, sendo que o primeiro deverá ser apresentado já no ano que vem. O conceito também antecipa tecnologias referentes a entretenimento: o interior esbanja sistemas de conectividade com celulares e outros aparelhos.

Enquanto o Evos é um conceito, sem previsão para chegar às ruas, a Ford exibe um outro esportivo que será lançado comercialmente já no ano que vem: a versão ST do Focus de nova geração. O modelo não é híbrido, mas fez uso do downsizing para ficar mais amigo do meio-ambiente. No lugar do motor 2.5 de cinco cilindros, há um 2.0 equipado com injeção direta e turbo, capaz de render 250 cv de potência e 36 mkgf de torque. O câmbio é manual de seis velocidades.

Outra novidade é a extensão do pacote esportivo para a perua da linha, a Focus ST Wagon. Até agora, a versão de alta performance havia ficado restrita à carroceria hatch. E para não deixar dúvidas sobre as pretensões esportivas do fabricante, uma variação ainda mais nervosa do Focus está em exibição em Frankfurt. O ST-R foi desenvolvido para competições e traz modificações como gaiola de proteção no padrão FIA, freios redimensionados e suspensão recalibrada. A Ford diz que o modelo é voltado para pilotos profissionais, amadores e entusiastas.

O Fiesta também ganhou uma versão ST. Além da decoração externa agressiva, com rodas aro 17″ e kit aerodinâmico que segue o estilo do irmão maior, o compacto utiliza um motor 1.6, também equipado com injeção direta e turbo, que gera 180 cv e 24,4 mkgf. O modelo tem ótima relação peso/potência, o que proporciona desempenho à altura do visual.

No outro extremo, foram apresentadas versões verdes de Focus e Fiesta, desenvolvidas para consumir pouco combustível e emitir baixos índices de poluentes. A linha, denominada ECOnetic, compartilha um motor  TDCi 1.6 de 105 cv, movido a diesel, capaz de fazer com que os carros obtenham consumo respectivo de 29,4 e 30 km/l, emitindo 89 e 87 g/km de CO2.

Seguindo a mesma filosofia de sustentabilidade, a Ford também apresentou o Focus equipado com o propulsor Ecoboost 1.0 a gasolina, de apenas três cilindros, mas capaz de gerar respeitáveis 100 cv ou 120 cv, dependendo da configuração, e 17,3 mkgf de torque. A marca não informou os números referentes ao consumo, apenas a emissão de CO2, que fica em 120 g/km.

Fiesta e Ka também ganharam versões esportivas. O primeiro foi batizado de Sport Special Edition, e o segundo, de Grand Prix II. Em ambos os casos, contudo, a mecânica é compartilhada com outras versões da linha.

Já o Kuga recebeu uma variação mais luxuosa. Denominada Titanium S, a novidade dispõe de novas lanternas de LEDs, rodas de alumínio de 17 polegadas, spoiler traseiro maior, faróis reestilizados e interior aprimorado. Há ainda tração 4×4 com acionamento eletrônico, sob demanda.

Por fim, a Ford expõe ainda a nova geração da Ranger. A picape foi lançada no primeiro semestre e não é novidade mundial, mas interessa muito aos brasileiros, pois começará a ser vendida por aqui no começo de 2012.

Fotos | Ford e United Pictures/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter