nova_chevrolet_s10_2017_7
Na linha 2017 a S10 será comercializada somente com os motores 2.5 Flex e o 2.8 diesel

A Chevrolet o visual da linha 2017 da S10. A picape passou por mudanças no visual externo, acabamento interno e motorização. As vendas começam em maio.

nova_chevrolet_s10_2017_6
Na traseira nada de grandes mudanças, lanternas podem ganhar luzes de LED dependendo da versão

A S10 será comercializada em treze configurações. São quatro versões de acabamento (LS, LT, LTZ e High Country), três opções de cabine (simples, dupla e chassis cab), duas de motorização (2.8 TurboDiesel e 2.5 SIDI Flex), dois tipos de transmissão (manual e automática, ambas de seis velocidades), além de dois tipos de tração (4×2 e 4×4 com reduzida).

“Pegamos o conceito da versão norte-americana da picape Colorado e o trouxemos para a Nova S10. Assim, a picape brasileira reforça sua capacidade todo-terreno agregando o conforto de um carro de passeio”, explica Marcos Munhoz, vice-presidente da General Motors.

nova_chevrolet_s10_2017_5
Sistema de direção hidráulico foi substituído pela direção elétrica

Entre as mudanças mecânicas, a picape recebeu novos conjuntos de suspensão e de freio, por exemplo, são novos; enquanto os sistemas de controle de vibrações e de ruídos foram aperfeiçoados.

O sistema de direção hidráulico foi substituído pela direção elétrica. De acordo com a marca o sistema contribuiu para uma melhor dirigibilidade do veículo, principalmente em trechos urbanos. O sistema da Chevrolet é dotado de tecnologias que compensam inclinação da via em longos percursos e reduzem trepidações geradas pelo desbalanceamento das rodas.

MOTORES

Na linha 2017 a picape perdeu o motor 2.4 Flexpower e será comercializada somente com os motores 2.8 TurboDiesel (200 cv) como na 2.5 Flex (206 cv) que está até 5% mais econômica, graças à utilização de materiais mais leves, de novos componentes mecânicos e de soluções aerodinâmicas.

nova_chevrolet_s10_2017
Versão High Country foi mantida na linha 2017 da S10
VISUAL

As mudanças visuais estão concentradas na dianteira. O capô tem uma cavidade esculpida na parte posterior. A grade foi alongada até os faróis, que também foram completamente redesenhados e podem ter uma guia de luz em LED (DRL).

Já o para-choque traz apêndices aerodinâmicos nas extremidades emoldurando as luzes auxiliares, e uma espécie de peito de aço, no meio, logo abaixo da moldura da placa, reforçam o estilo musculoso do carro.

De lado, os retrovisores contam repetidores de pisca e rodas de alumínio inéditas. Os aros são de 16 polegadas nas versões de entrada (LS e LT) e aro 18 polegadas ns opções LTZ e High Country.

Na traseira a única alteração é a adoção de câmera de ré embutida na maçaneta da tampa. Já as lanternas podem ganhar luzes de LED dependendo da versão.

CORES

Na linha 2017 a picape terá as inéditas cores azul old blue eyes e o preto ouro negro que se juntam às já existentes prata switchblade, branco summit, vermelho chilli e cinza son of a gun.

nova_chevrolet_s10_2017_4
Painel passa a ser revestido com materiais sensíveis ao toque
INTERIOR

O painel da S10 passa a contar com materiais agradáveis ao toque (soft touch), enquanto os painéis de instrumentos e de portas foram completamente remodelados para trazer melhor ergonomia e acomodar a maior quantidade de itens de série.

nova_chevrolet_s10_2017_2
Quadro de instrumentos pode incluir computador de bordo

O quadro de instrumentos pode incluir computador de bordo de última geração com informações abrangentes, como navegação, velocímetro digital e parâmetros de manutenção do veículo, incluindo a vida útil do óleo –relevante para veículos que são submetidos a condições severas de uso.

O computador de bordo conta a com a função “ECO”, que auxilia o motorista a conduzir o veículo de uma maneira a privilegiar o menor consumo de combustível. Há ainda a função que permite consultar a pressão dos pneus.

[photomosaic]

A picape é equipada com o multimídia MyLink de segunda geração com GPS. O sistema passa a agregar tela de alta resolução e novas funções, entre elas o Android Auto e o Apple CarPlay.

Na prática, isso significa maior possibilidade de interação entre o veículo e o smartphone do usuário. E o melhor: com a opção de comandos de voz, para que o motorista não precise tirar as mãos do volante ou o foco do trânsito.

A picape também passa a contar com o OnStar que é um sistema de telemática avançado que oferece ao motorista mais de 20 serviços de Emergência, Segurança, Navegação, Concierge e Conectividade.

 “As mudanças visuais, a aplicação de materiais nobres e o uso de tecnologias hi-tech reforçam a imagem vanguardista da S10”, diz Carlos Barba, diretor de design da Chevrolet.

A S10 tem novos itens de comodidade disponíveis como:

  • Acendimento automático dos faróis
  • Sensor de chuva
  • Retrovisor central eletrocrômico
  • Câmera de ré com gráficos para auxílio em manobras
  • Sensor de estacionamento dianteiro
  • Acionamento remoto da ignição
  • Vidros laterais com mecanismo remoto de abertura e fechamento por meio da chave

Itens como lanternas e luzes de neblina, ar-condicionado digital com oito velocidades, rebatimento elétrico dos retrovisores externos, banco do motorista com ajustes elétricos estão igualmente disponíveis.

Outros destaques são os controles eletrônicos de tração (TC) e de estabilidade (EPS) e os assistentes de partida em rampas (HSA) e o de descida (HDC).

Enquanto o assistente de partida em rampas não permite que o veículo recue em saídas íngremes; o assistente de descida controla a velocidade em descidas íngremes sem a necessidade de intervenção do motorista, proporcionando maior controle do veículo.

nova_chevrolet_s10_2017_3
Sistema OnStar passa a ser ofertado na S10

Na linha 2017 a S10 passa como o alerta de desvio de faixa e o alerta de colisão frontal, comuns apenas a veículos de categorias superiores.

O alerta de desvio de faixa possui uma câmera na parte superior do para-brisas que “lê” as faixas da via e emite um aviso toda vez que perceber que o veículo está saindo involuntariamente da pista. Se o pisca estiver acionado, o mecanismo entende que a manobra é intencional e não entra em ação.

O alerta de colisão frontal é outro equipamento bastante útil no dia a dia. Por meio dele, o motorista pode estabelecer eletronicamente uma distância mínima em relação ao veículo à frente, podendo, por exemplo, ser alertado caso o outro automóvel sofra uma redução de velocidade repentina. Além de luzes vermelhas piscarem na base do para-brisa, um alarme soa pelos alto-falantes da picape.

Fotos | Chevrolet/Divulgação