O modelo mais importante para a Chery no Brasil, neste momento, é o subcompacto QQ (pronuncia-se “Qiu Qiu”). Com a proposta de ser um carro barato e bem equipado, o modelo será lançado no Brasil no próximo dia 28.
Equipado com um motor 1.1L 16v que gera 68cv e 9,2kgfm de torque (um 1.0 flex chega no final de 2012) e com apenas 890kg, o Chery QQ foi feito para uso urbano, principalmente se for levado em consideração suas dimensões:  3,55m de comprimento; 1,49m de altura; 1,50m de largura e 2,34m de entre-eixos. O porta-malas de 190 litros (será que cabe a ração do cachorro?) e o tanque de combustível com capacidade para apenas 38 litros confirmam a teoria.

Ar-condicionado, trio elétrico, som, direção hidráulica (será que precisa?), sensor de estacionamento, keyless, alarme, airbags duplos e freios com ABS, rodas de aço sem calotas e CD Player com MP3 serão de série. A Chery pretendia vender o modelo por R$ 19.900, mas “forças ocultas” fizeram com que o preço subisse para R$ 22.900. Ainda é bastante atrativo levando-se em consideração os equipamentos e o preço de um Fiat Mille básico, que por tabela não sai por menos de R$ 23.220.

É um verdadeiro negócio da China; tem desenho fortemente inspirado no velho Daewoo Spark, pacote de equipamentos invejável e carregado de desconfiança. Especula-se que durante o lançamento do QQ a Chery preparou um test-drive do Rio a São Paulo. Se for verdade, será uma forma da montadora provar que confia em seu produto…ao menos ela.

Com informações de Blogauto

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter