PEUGEOT_408_MÉDIA-0682O sedã médio 408, produzido na Argentina, na planta de Palomar, foi renovado e ganhou nova identidade. Mais chamativo, incorporou tecnologia e itens de série, para se tornar mais atrativo. A qualidade de construção se manteve, sendo digna de elogios.

Na dianteira, nova grade e novo parachoque, além de novas grades de motor e grade inferior. A renovação na dianteira foi completa e visou aumento da segurança de condução, com novo conjunto ótico, mais afilado, equipado com luzes diurnas de LED e faróis de neblina.

Na traseira, novo para-choques e novas lanternas em LED.

#JuntosPeloMatheus   –  O Autos Segredos convida seus leitores a ajudar o Matheus   –    https://www.facebook.com/juntospelomatheus/timeline

PEUGEOT_408_MÉDIA-0710Novas rodas em liga de alumínio também fazem parte do pacote de renovação, com desenho exclusivo em aro 17 polegadas.

Por dentro, refinamento de materiais e acabamento, além de boa ergonomia. O painel, bastante inclinado, o que privilegia a visão, recebeu mostradores de fundo branco com novo grafismo. O console tem agora acabamento em black piano. O volante, multifuncional, foi redesenhado e mantém acabamento em couro. Foram também mantidas as regulagens de altura e profundidade, para um melhor ajuste da posição de condução. Os vidros elétricos contam com função antiesmagamento e os faróis com acendimento automático. Bom recurso é a indexação da velocidade do limpador de para-brisas com a velocidade do veículo.

Ainda na parte tecnológica, sensores de estacionamento traseiro são de série, com possibilidade de câmera de ré e sensor de estacionamento dianteiro para a versão topo Griffe. Tela touch de sete polegadas, que comanda a central multimídia, ainda permite acesso aos 16 gb do jukebox digital, que reproduz fotos e músicas em formato MP3, além de conectividade com celulares e capacidade de espelhamento de tela.

PEUGEOT_408_MÉDIA-0605Sempre visando conforto dos ocupantes, o ar-condicionado de duas zonas é de série. Os bancos receberam ajuste da densidade da espuma e são revestidos em couro sintético – perfurado na versão Griffe.

Na motorização, o 1,6 litro, turbocomprimido agora flexível em combustível, de injeção direta, THP, de 173 cv, agora está disponível, assim como já era no 308. São 24,5 kgf.m @ 1.400 rpm, o que garante boa eficiência. É acoplado à caixa AT6, automática de seis velocidades, sempre. Também disponível um 2,0 litros de 16 válvulas, aspiração natual, com até 151 cv e 22 kgf.m @ 4.000 rpm no etanol, acomplada à caixa AT6.

Visando a segurança, ISOFIX para cadeirinhas infantis e toda sorte de controles eletrônicos possível, o que inclui ABS com distribuição de frenagem, ESP e até mesmo o controverso AFU (Assistente de Frenagem de Urgência), que amplia a força de frenagem quando o computador entende ser necessária uma parada brusca.Além disso, seis airbags para segurança passiva e estrutura em chapas de aço de alto limite elástico na construção do automóvel priorizam a preservação da integridade dos ocupantes em caso de colisão.

O Peugeot 408 é disponível em cinco cores: Gris Grafito, Branco Banquise, as metálicas Preto Perla Nera e Cinza Aluminium e a perolizada Branco Nacré.

Os preços são de R$ 75.990 para a versão Allure com motor 2,0 litros aspirado e de R$ 86.990 para a versão Griffe 1,6 litro THP.

Fotos| Peugeot/Divulgação