Na Europa, a Iveco tem caminhões e ônibus rodando com Gás Natural Veicular. No Brasil, o Iveco Tector flagrado por nossa reportagem roda apenas para desenvolvimento de engenharia 

Iveco TectorA Iveco testa desde 2011 caminhões movidos a Gás Natural Veicular (GNV) no Brasil. Porém, os pesados movidos ao combustível ainda seguem sem previsão de lançamento em nosso mercado. No mês passado, nossa reportagem fotografou uma unidade do Tector rodando em testes na cidade de Moeda (MG). Segundo a marca, na Europa a Iveco tem muitos caminhões e ônibus rodando com GNV.

Iveco TectorUso real na Coca Cola

Entre os anos de 2013 e 2014, a marca em parceria com a Coca Cola. O Tector GNV rodou durante a Copa das Confederações 2013. O caminhão também circulou por outras regiões da capital mineira. Já em 2014, o Tector foi usado pela Coca Cola Femsa para abastecer os bares do Mineirão durante a Copa do Mundo.

CNH Industrial

Desde 2016, um Iveco Tector GNV é usado na fábrica da CNH Industrial em Sorocaba (SP). Lá o caminhão com PBT de 17 toneladas roda cerca de 300 quilômetros por mês. O modelo é usado para conduzir itens para o abastecimento do Centro de Distribuição e Peças, bem como fazer o fluxo de envio de kits FI, que são conjuntos de peças específicas para cada máquina, para a expedição.

Motor

O Iveco Tecto GNV tem sistema de armazenamento com capacidade total de 126 m³ de combustível. Isso dá uma autonomia de até 300 quilômetros, dependendo do uso. O caminhão é equipado com o motor NEF 6 Ciclo Otto GNV, de seis cilindros de alta pressão, fabricado pela FPT Industrial. O propulsor rende 200 cv de potência e torque de 66,28 kgfm. Segundo a Iveco, o motor atende ao padrão europeu de emissões EEV e com baixos níveis de ruídos e vibrações.