Consciência ecológica é algo que todas as empresas, especialmente as do ramo de automóveis, procuram demonstrar atualmente. A Honda não é exceção e aplica em seus produtos, incluindo o CR-V, alguns recursos para fazer com que o motorista dirija de forma mais econômica, poupando petróleo e poluindo menos o ar.

Uma das estratégias da marca é educar o condutor quanto ao modo de dirigir, de modo a evitar desperdício de combustível. No CR-V, há um econômetro posicionado no display de cristal líquido ao centro do quadro de instrumentos e dois filetes luminosos em torno do velocímetro, que mudam de cor de acordo com o consumo.  Basta aliviar o pé do acelerador para ver os filetes mudando da tonalidade branca para a verde, indicando que o condutor está acelerando de forma ecológica.

Também há o botão Econ, altera a alimentação do motor e as respostas do câmbio. Segundo a Honda, até o funcionamento do ar-condicionado e do cruise control são modificados quando a tecla e acionada.  A atuação do sistema é percebida por uma luz-espia e pela nítida alteração de comportamento da transmissão automática, que realiza as trocas em giros mais baixos e demora mais para efetuar reduções.

Ao rodar com a tecla verde acionada, o motorista logo sente uma perda considerável de performance, de modo que não é aconselhável utilizá-la durante todo o tempo. Contudo, em vias de trânsito lento ou engarrafadas, comuns nas grandes cidades, onde não é possível desenvolver grande velocidade, o sistema pode ser um bom aliado. Além do mais, se o motorista pressionar o acelerador até o fundo (manobra conhecida como kick-down) a central eletrônica volta entende que pode existir uma emergência e anula automaticamente a função Econ enquanto for necessário.

Os dispositivos ecológicos do CR-V têm se mostrado interessantes. Depois de pegar familiaridade com o modelo, me flagrei mais de uma vez levantando o pé do acelerador, de forma involuntária, ao ver os filetes coloridos ficando brancos. Também estamos verificando a eficácia do sistema Econ. As médias de consumo serão publicadas na avaliação completa, ao fim do teste.

Foto | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Curta o Autos Segredos no Facebook!