Ford Ranger equipada com tração 4X4 com reduzida e bloqueio no diferencial superando obstáculo

Téo Mascarenhas/Especial para o Autos Segredos (*)
De Campinas (SP) 

A segurança e conforto dos automóveis mais modernos foram obtidos em grande parte, por sistemas que não se enxergam, mas, que estão cada vez mais presentes, ajudando decisivamente aos motoristas a dirigir melhor, mesmo que façam tudo ao contrário. São o emprego maciço dos recursos eletrônicos e seus batalhões de chips, cada vez mais sofisticados e confiáveis, que atuam nas mais diversas áreas do carro como nos freios, no motor, no painel, no som e até no sono do motorista e também no futuro em quem ainda nem guiou o carro.

Sensor de aproximação frontal alerta o motorista com sinal luminoso vermelho no para-brisas. Nas estradas, por exemplo, se a distância do veículo a frente fica curta, o sinal acende

Para demonstrar tudo isso e os avanços de sua engenharia a Ford Brasil realizou nas pistas da Fazenda Capuava (no autódromo e em um circuito de terra) em Indaiatuba, interior do estado de São Paulo no dia 26 de novembro o seu dia da tecnologia, com os modelos Fusion, Edge, EcoSport e Ranger. Cada qual com sistemas e equipamentos, para transformar a utilização em seu respectivo segmento, mais prazerosa, mais econômica, mais confortável, mais rápida e, principalmente, mais segura.

Ford Fusion

FUSION Se não fosse um requintado carro, seria um computador de última geração. Só que, em vez de teclado e monitor, tem pedais e volante.

Quando o motorista senta no banco, tem ajuste elétrico na altura e lombar, em 10 posições, além de três memórias. Se sentir frio, tem aquecimento no revestimento em couro.

No painel uma tela LCD de oito polegadas, que atende aos comandos de voz em português do Brasil, para regular o ar-condicionado, navegador GPS, telefone bluetooth, som com 12 auto-falantes e monitoramento da pressão dos pneus.

Os faróis e os limpadores de para brisas funcionam automaticamente sempre que for necessário. O farol alto é acionado quando é detectado um déficit de luminosidade, mas volta ao baixo sempre que outro veículo vier em sentido contrário.

São oito airbags, incluindo laterais, de joelho e de cortina. Os freios contam com o sistema ABS, o retrovisor com sistema eletrocrômico (escurece sozinho com luz intensa), e freio de estacionamento e elétrico. Conta também com controle eletrônico de estabilidade, que corrige curvas “quadradas”.

No quesito praticidade, verdadeiro anjo da guarda anti-barbeiragem na hora de estacionar. Sensores medem o tamanho da vaga. Se tiver espaço, basta engatar a ré, que, como em um passe de mágica, o carro realiza a baliza sozinho sem que seja necessário encostar a mão no volante. Tem ainda câmera de ré em alta definição.

Na segurança, um sistema contra sonolência. Uma câmera frontal monitora as faixas da estrada. Se houver oscilações, ou desvios, o volante vibra e acende uma luz no painel com desenho de uma xícara de café. Se aproximar muito do veículo que vai a frente, uma luz vermelha de alerta acende no para brisas na altura do campo de visão. Para completar, tem piloto e câmbio automáticos.

O motor é um quatro cilindros 2.0, batizado de EcoBoost, equipado com turbo-compressor e duplo comando de válvulas que fornece 240 cv.

Ford Edge

EDGE As mordomias eletrônicas urbanas do avantajado crossover Edge começam com sensores de tráfego cruzado com sinal sonoro. Sensores identificam veículos em pontos cegos, como uma moto, por exemplo. Já a chave personalizada, limita a velocidade e o volume do som, para quem ainda vai guiar o Edge, como manobristas, etc.

O painel atende comandos de voz e sua iluminação pode mudar de cor em sete tonalidades conforme a preferência do motorista. O painel multimídia tem oito polegadas e o som, com CD, MP3 e saída USB, é suficiente para animar uma festa com 12 alto-falantes e 390 W de potência. O sistema foi premiado por sua acústica e fidelidade.

O computador de bordo tem inclusive bússola e monitoramento da pressão dos pneus. Os bancos possuem aquecimento, regulagem elétrica e memória.

O ar condicionado tem dupla zona. Na hora de estacionar, câmera de alta resolução e sensor de estacionamento.

O câmbio é automático e a tração do tipo 4X4 integral. Os freios possuem o sistema ABS, com EBD. Nas curvas muito rápidas, se a velocidade for incompatível, o motor corta e em algumas situações, até o freio é acionado para resguardar a segurança.

Os airbags atuam conforme o peso e tamanho dos passageiros, classificados através de sensores. A abertura da porta é por teclas com código e a chave também é personalizada, limitando a velocidade e o som para outros motoristas.

O motor é um V-6 3.5, com 289 cv de potência e um isolamento acústico, inclusive nos vidros, e de vibrações (coxins hidráulicos), que o deixam extremamente suave e silencioso.

Nova Ford Ranger

RANGER A caminhonete Ranger é para trabalho pesado, mas seu interior tem semelhança com um carro de passeio. Entre as comodidades tecnológicas estão ar condicionado digital com dupla zona, computador de bordo, piloto automático, tela de LCD com cinco polegadas no painel, sistema de som com entrada USB, Ipod e bluetooth.

A tecnologia de transporte inclui o monitoramento do peso da carga, com ajuste dos padrões de segurança para cada situação, que conta ainda com seis airbags e sensor de estacionamento na traseira.

Para o serviço pesado, conta com controle de tração, controle automático de velocidade em descidas, controle de oscilação de reboque e freios ABS com distribuição eletrônica de força de frenagem, além de ESP com oito funções e controle de partida em rampa.

A tração pode ser 4X2 e 4X4 e o acionamento pode ser feito mesmo em velocidade, através de simples comandoem tecla. Contaainda com tração reduzida e sistema de bloqueio no diferencial de simples acionamento. Todos os sistemas ativados transformam a Ranger em um trator que traciona mesmo com uma das rodas no ar.

A motorização pode ser diesel, com propulsor Duratorq 3.2 turbo com 200cv, ou flex, 2.5 Duratec que fornece 168cv com gasolina e 173cv com etanol.

Novo Ford EcoSport

ECOSPORT A nova geração do “jipinho” contou com a participação dos projetistas brasileiros que elaboraram o design. Além das linhas completamente novas mais harmônicas o novo EcoSport foi equipado com atuais sistemas de segurança e tecnologia para facilitar a vida do motorista.

O assistente de partida em rampa “segura” o carro por até três segundos. Os freios ABS são de série, assim como os airbags dianteiros. Pode contar também com airbags laterais e de cortina, além de sensores que classificam o ocupante para ajustar a atuação dos airbags.

O conjunto Advance Trac, incorpora controle eletrônico de estabilidade e controle de tração.

O sistema multimídia inclui o conjunto Sync, em parceria com a Microsoft e inclui tela LCD de3,5 polegadas, conexão com celular, comando de voz, bluetooth, entrada para USB e Ipod e compensação de volume conforme a velocidade.

As outras mordomias tecnológicas são os espelhos eletrocrômicos, sensores de chuva, computador de bordo, sensor de presença para partida sem chave, faróis automáticos e sensor de estacionamento com gráfico e alerta sonoro.

A motorização conta com duas opções. 1.6 Sigma Flex em alumínio, que desenvolve 115 cv e 2.0 Duratec Flex que rende 147 cv.

Novos Ford´s Ranger, EcoSport e Fusion

(*) Viajou à convite da Ford do Brasil.

Fotos | Téo Mascarenhas/Especial para o Autos Segredos