Avaliação técnica do Chevrolet Captiva Sport V6

O Chevrolet Captiva 2011 passou por algumas melhorias para se manter atual no segmento, já que ele ganhou a companhia dos novos Hyundai ix35 e Kia Sportage entre outros. Para isso a marca atualizou os motores das versões Sport e Ecotec. A Sport agora conta com novo motor 3.0 e câmbio de seis velocidades que deixaram o modelo bem agradável de se dirigir. No interior apenas novos grafismos fazem parte das novidades e alguns mimos como acionamento elétrico do freio de mão. Conta positivamente para o modelo a maior rede assistência técnica em relação aos concorrentes. Confira abaixo a avaliação técnica do modelo.

Daniel Ribeiro Filho (*)
Especial para o Autos Segredos

ACABAMENTO DA CARROCERIA A qualidade final da pintura é boa. As quatro portas contém pontos de desnivelamento entre si e a carroceria. A folga fixa das portas dianteiras em relação aos pára-lamas é bem diferente entre os dois lados. A tampa do porta-malas está descentralizada e desnivelada no lado direito. O capô tem montagem razoável. REGULAR

Avaliação técnica do Chevrolet Captiva Sport V6VÃO DO MOTOR O vão é pequeno, e o acesso à manutenção limitado. A sistematização dos vários componentes é racional e tem aspecto limpo. O capô é sustentado quando aberto por duas molas a gás e o resultado da insonorização em relação ao habitáculo é boa. REGULAR

ALTURA DO SOLO Não tem de série chapa protetora em aço para o carter do motor e do câmbio. A aba inferior do pára-choque dianteiro, que é saliente, toca com freqüência o solo ao trafegar sobre piso mais irregular e em passagem súbita por desnível e em saídas de garagem. Os ângulos de ataque e saída são apenas aceitáveis para a proposta do veículo com tração AWD. REGULAR

CLIMATIZAÇÃO É por comando manual e tem modo automático. São seis os difusores de formato circular no painel que têm boa vazão de ar e angulação, mas não tem difusor de ar específico para os passageiros de trás no final do console central, nem opção de regulagem de temperatura diferenciada para condutor e passageiro. A rumorosidade de funcionamento na máxima velocidade é satisfatória e não ocorreu admissão de gases/ fumaça do externo quando vedado o recírculo de ar interno. REGULAR

Avaliação técnica do Chevrolet Captiva Sport V6FREIOS Estão muito bem dimensionados e calibrados para o uso misto, seja com somente condutor ou lastrado. O freio de estacionamento é do tipo eletrônico com dispositivo no console central. O pedal de freio tem boa sensibilidade e o ABS atuou com eficiência. Em frenagem simulada de emergência com o veículo em velocidade sobre piso de asfalto seco/ molhado e terra batida não ocorreu alteração da trajetória, e o espaço percorrido até a imobilização foi coerente com a velocidade. POSITIVO

CÂMBIO É automático com seis marchas com opção de modo manual sequencial com toques na tecla inserida ao lado do pomo da alavanca. Tem display no quadro de instrumentos informando o tipo de condução e marcha selecionada. O sistema de tração é permanente nas quatro rodas (AWD) e as relações de marchas atendem razoavelmente a dinâmica do veículo no uso na estrada e na cidade. As respostas em kick-down são imediatas, mas a progressividade da reaceleração é mais sentida após 4.500 rpm. A 110mk/h em 6ª marcha no plano, o motor gira a apenas 2.000 rpm. POSITIVO

Avaliação técnica do Chevrolet Captiva Sport V6MOTOR O antigo motor com 3.6 litros tinha uma curva de potência (261 cv a 6.500 rpm) e torque (32.9 kgfm a 2.100 rpm) mais eficiente no uso misto, em relação ao novo motor com 3 litros, que gera 268 cv a 6.950 rpm e 30.0 kgfm a 5.100 rpm, rotações estas muito pouco utilizadas numa dirigibilidade usual e dentro da lei no uso urbano e em rodovias. Apresentou um ótimo funcionamento com excelente elasticidade e ausência de vibrações, além de silencioso. Para os 1.804kg em ordem de marcha do veículo as suas retomadas de velocidade e aceleração são eficientes, e com o veículo lastrado e ar-condicionado ligado a perda no rendimento é aceitável. Proporciona uma dirigibilidade prazerosa e segura, e a velocidade máxima é limitada eletronicamente. POSITIVO

VEDAÇÃO Não foram relevados infiltrações de água nos testes dinâmicos e estáticos realizados. POSITIVO

Avaliação técnica do Chevrolet Captiva Sport V6NÍVEL INTERNO DE RUÍDOS Sobre piso de paralelepípedo, terra e asfalto em má conservação apresentou vários pequenos ruídos no habitáculo. O efeito aerodinâmico é satisfatório mesmo em alta velocidade. REGULAR

SUSPENSÃO Numa condução bem esportiva a estabilidade é limitada, e requer a atenção e experiência do condutor, pois o seu comportamento dinâmico em curvas de raio curto e médio (asfalto liso e terra batida) é bem alterado no contorno das mesmas, além da inclinação acentuada da carroceria. No limite da aderência lateral e da estabilidade direcional atuaram com eficiência os controles eletrônicos de estabilidade e tração que não devem ser desativados. O conforto de marcha é razoável, mas em trechos com muitas irregularidades o nível das transferências das imperfeições do solo é evidente, prejudicado pelos pneus da série 60. REGULAR

DIREÇÃO A coluna de direção tem regulagem em altura e profundidade, com bom curso, e o volante boa pega. A precisão na reta e em curvas é boa, e as suas reações são equilibradas. O diâmetro de giro em manobras de garagem e estacionamento é ruim, mas a velocidade do efeito-retorno agrada. O conjunto apresentou baixa rumorosidade em curvas sobre piso de terra e calçamento numa utilização severa. Estão bem definidas as cargas do sistema assistido e os pneus homologados não são de uso misto, e atendem melhor sobre asfalto. REGULAR

Avaliação técnica do Chevrolet Captiva Sport V6ILUMINAÇÃO O sistema tem sensor crepuscular. Na zona do teto tem uma lanterna com duplo spot fixo no centro e plafonier na dianteira também com duplo spot fixo, sendo o resultado da iluminação razoável para a área do habitáculo. Possui luz de cortesia somente no porta-malas e para-sóis. O quadro de instrumentos, console central e interruptores elétricos dos painéis de porta têm fácil identificação noturna. O grupo óptico dianteiro tem construção com dupla parábola, sendo eficiente no baixo e no alto, além de contar com auxilio de faróis de neblina embutidos no para-choque, mas peca por não ter regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. REGULAR

LIMPADOR DO PARA-BRISA Ao esguichar quatro jatos de água no pára-brisa palhetas de boa qualidade varrem uma área satisfatória. No vidro traseiro tem dois esguichos, tipo ducha, com ótima vazão que evitam arranhar o vidro traseiro pelo atrito da palheta com acumulo de sujeira/ pó pela turbulência do efeito aerodinâmico. O sistema tem sensor de chuva e o reservatório d`água tem fácil identificação e manuseio dentro do vão motor. POSITIVO

ESTEPE/MACACO O estepe tem a roda em aço e o pneu é do tipo temporário com velocidade máxima de 80km/h (T 135/ 70 R16 contra 235/ 60 R17). Está instalado dentro do porta-malas em fundo falso no assoalho. A sua utilização altera completamente o comportamento dinâmico do automóvel que fica comprometido, o que incomoda numa viajem mais longa. O kit de troca está ao seu lado (macaco, extensão de acionamento e chave de rodas). A operação de troca é normal e conta com auxilio de cinco prisioneiros fixos por cubo para um melhor apoio e centragem da roda. A roda/ pneu de uso danificada/ furada cabe no vão específico dentro do porta-malas, mas a sua cobertura pré moldada de isopor, que é grande, não da montagem e deve ser colocada dentro do vão de carga, o que se estiver lotado…. . Este tipo de solução não é prática no Brasil devido à baixa qualidade de algumas ruas urbanas e rodovias. NEGATIVO

FERRAMENTAS Não tem. NEGATIVO

ALARME O sistema tem chave de ignição codificada e proteção perimétrica das partes móveis (portas, capô e tampa traseira) contra abertura forçada, mas não tem a volumétrica dentro do habitáculo contra a invasão através da quebra dos vidros. Ao dar comando para travar as portas, através de controle remoto não inserido na chave de ignição, os vidros não sobem automaticamente. REGULAR

VOLUME DO PORTA-MALAS O declarado pela fábrica é de 821 litros, sendo o encontrado na nossa medição 361 litros, utilizando-se o plano superior do assoalho, porta-treco laterais e com a cortina superior esticada.

(*) O autor do texto é engenheiro formado pela PUC Minas. Para contatos danielribeirofilho@hotmail.com. (veja aqui o perfil profissional do Daniel)

Fotos | Fábio Gonzalez/Chevrolet/divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter