O Honda SH 150i é o mais novo integrante da família SH no Brasil. O scooter se junta à versão de 300cm³ e chega ao mercado com preço sugerido de R$ 12.450. Fabricado em Manaus (AM), o SH 150i tem como destaque a tecnologia Idling Stop, que desliga o motor em marcha-lenta por até 3 segundos, religando-o automaticamente quando acelerado.

De série

Além do sistema Idling Stop, o scooter vem equipado com tomada de 12v; rodas de liga leve de 16 polegadas; tecnologia Smart Key e sistema de freios com ABS (antitravamento), entre outros itens. Além disso, possui garantia de três anos, sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

Linhas

Na dianteira, as luzes de direção são totalmente embutidas na carenagem frontal. A iluminação mescla faixas de iluminação especial em LED, que ficam acesas permanentemente após o acionamento do motor. Acima das setas, está alojado o farol em LED, nivelado em um conjunto com traços angulados e perfil mais aerodinâmico. Na traseira, a iluminação com LEDs nas luzes de posição e lanterna.

Assoalho plano

O Honda SH 150i conta com assoalho de apoio dos pés totalmente plano, que libera mais a movimentação das pernas durante a pilotagem. De acordo com a Honda, o assento de 799mm e guidão bem posicionado garante uma posição de pilotagem mais ereta, independentemente da estatura do piloto.

Rodas e freios

As rodas são em liga leve de 16 polegadas. Já o conjunto de freios é a disco de 240mm nas duas rodas e tem sistema antitravamento ABS.

Motor

O Honda SH 150i é equipado com motor monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft) de 149,3cm³, 4 tempos, com injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection) e arrefecimento a líquido. A potência máxima de 14,7 cv a 7.750 rpm e o torque máximo de 1,40 kgfm a 6.250 rpm. A transmissão é automática do tipo CVT.

Cores

O scooter é comercializado nas cores azul escuro perolizado, prata fosco e azul claro perolizado.

Fotos | Honda/Divulgação

  • Andre Franco De Campos

    No tks.

  • Fabio

    Não entendi. É a pcx? Quem no comando da bonda toma essas decisões idiotas? Vão trazer uma scooter para competir contra seus próprios produtos. Inexplicável.

    • Luconces

      Tem um salto de quase dois mil reais de um modelo para o outro.

      PCX tem a proposta de ser o modelo de entrada.

      Acima da Biz.

      • Fabio

        Ok mas porque lançar um produto para concorrer contra si próprio. Sem falar que a pcx parece bem mais bonita.

        • Luconces

          Aí é Honda fazendo Hondice.
          Mas se tem Biz, PCX e SH é porque estão comprando.

          • Fabio

            Pode ser mas não vejo nenhuma SH nas ruas já a PCX vejo a dar com o rodo.

          • Luconces

            SH ainda é nova.

            PCX ja tem uns bons anos, ja teve ate re-estilização

    • C. A. Oliveira

      Apesar de ser mais bonita, a PCX poderá tomar dois rumos. Primeiro, ou a Honda vai deixá-la como modelo de entrada dos scooters da marca (já que a Lead foi tirada de linha por causa do Promot 4), o que é uma boa hipótese já que na linha 2017 o preço abaixou; ou então vai ser logo tirada de linha. Neste caso, estou supondo que a SH tenha custo de produção mais baixo e que possa ser vendida pelo mesmo preço que a PCX era quando foi lançada.

  • Adriano Tochio

    12.000 nessa magrela ?? Não obrigado !!

    • Raul Pereira

      Honda não perdeu a vergonha na cara só com os carros, agora eles também querem ser o segmento de magrelas premium hahahah
      Falo isso porque gostava muito da Honda, mas a política dela no mercado Brasileiro nos últimos 2 anos têm me deixado enjoado e já peguei raiva deles.

      • Thiago

        Em todas as linhas, a xre 300 está 20k, preço das 300cc que competem com a cb500 em desempenho, já a cb500 está a preço da mt07 e outras 600cc, african a preço de BMW 1200 não oferecendo o msm conforto, o desempenho de versys que custa metade

      • Eduardo Copelo

        A falta de vergonha nos carros vem das motos, a XRE trinca ferro tá batendo 20 mil, a Twister batendo 18k, a XRE 190(190cc!!!) tá batendo 15, 16, e até a fanzinha mais pelada de 125cc, da última vez q eu vi, tava quase 10 pratas. E mesmo assim, vende mais q pão quente! Pq q eles vão parar? A ùnica q se ferrou foi a CB500, tava 30 mil e não tava vendendo nada, baixou pra 20990 pra poder ficar competitiva, mas ainda tem gordura pra queimar!

        • Raul Pereira

          De moto, realmente não manjo nada XD

      • C. A. Oliveira

        O problema é que se você quiser comprar moto no Brasil, fica praticamente refém da Honda. Apesar de tudo, ainda é a linha mais bonita (para o meu gosto – não suporto o estilo Yamaha) e a mais diversificada. E a que tem a maior rede e a melhor aceitação no mercado de usados.

  • mitsubishiMRJ

    e Yamaha,Kawasaki e Suzuki?

    • Luconces

      Yamaha tem a Nmax160.

      Suzuki dormiu no ponto faz anos vendendo a Burgman 125.

      Kawasaki não opera nessa categoria.

      A Dafra tem a Cityclass 200.

      Particularmente eu iria de Nmax 160 ou Cityclass.

      • Fabio

        Concordo a N Max eh a melhor nesse segmento.

        • C. A. Oliveira

          Pode até ser a melhor, mas não é a mais vendida.

          • Fabio

            Mas ser o mais vendido não tem nada ver com ser o melhor. Cg eh a moto mais vendida e o ônix o carro mais vendido. Acho os dois uma bosta.