Renault Sandero Stepway passa a ter motor 1.6 16V de bom desempenho e menor consumo. Câmbio e direção têm alterações. Sistema Stop&Start ajuda a beber menos

Por Paulo Eduardo

A onda dos carros aventureiros urbanos foi inaugurado pela Fiat e virou febre pelo mundo afora. Modelos com suspensão elevada fazem sucesso nos centros urbanos. A suspensão elevada possibilita trafegar com mais desenvoltura por caminhos ruins até na cidade, onde as imperfeições do solo fazem das ruas laboratórios gratuitos de testes para fabricantes de automóveis. Carro alto não esbarra a parte inferior do chassi ou monobloco em tampas de bueiros elevadas, saídas de garagem, além de transpor caminhos de terra acidentados com menos dificuldade.

A novidade principal da versão aventureira do Sandero é o motor 1.6 16V, de origem Nissan. Aliás, há muito a Renault deveria ter adotado esse motor em detrimento do anterior de oito válvulas, que tem desempenho pífio com gasolina. Com etanol, melhora. O motor batizado de 1.6 Sce dá outra dinâmica ao carro. A 100 km/h em quinta marcha basta pisar levemente no acelerador para se obter resposta imediata, o carro levanta um pouco a frente e a velocidade cresce. As retomadas são feitas em menor espaço de tempo, aumentando a segurança nas ultrapassagens. O motor usa corrente em vez de correia dentada, dispensando a manutenção periódica. Entretanto, persiste o tanquinho de partida a frio. Em carros Nissan, esse motor dispensa tanquinho e usa sistema de pré-aquecimento do combustível.

Direção

Outro item revisto é a assistência da direção, que é eletro-hidráulica. Ou seja, não tira potência do motor nem tem a leveza do sistema totalmente elétrico nas manobras, pois exige força. Além disso, é pouco sensível em alta na estrada. Melhorou em relação ao sistema totalmente hidráulico. Porém, o sistema totalmente elétrico é superior em todos os sentidos.

O sistema Stop&Start, que desliga o motor quando o carro para, contribui para menor consumo e redução das emissões de poluentes. E pode ser desligado por meio de tecla no painel. O sistema religa o motor em duas situações: ao acionar a embreagem ou quando o carro está na descida ao atingir 6 km/h mesmo sem pisar na embreagem. Fizemos a simulação para testar a segurança. O motor religa nessa situação para que o sistema de freio não fique sem o vácuo, que exige menos pressão no pedal.

Consumo

Os dados de consumo obtidos pelo Inmetro, órgão do governo responsável pela aferição de consumo em todos os carros vendidos no país, revelam curiosidade. O Stepway tem valores de consumo cidade/estrada bem próximos (ficha técnica).

Dirigindo

O rodar do Stepway sempre causa estranheza no início pela grande altura em relação ao solo. O carro galeia um pouco, sem assustar. Acostuma-se logo. Isso significa que, apesar da excelente calibragem da suspensão obtida pela Renault, a versão aventureira exige mais cuidado em curva. A inclinação da carroceria é maior em relação às versões mais próximas do chão. Deve ser conduzido com mais prudência e sem estripulias, principalmente nas curvas.

Câmbio

Mudou também o sistema de engates do câmbio, que agora é por cabo em vez de vareta. Melhorou um pouco, mas o curso da alavanca continua longo. Os engates não são macios nem leves, mas secos e justos. Precisa evoluir. Engate da ré exige acionar totalmente a embreagem e fazer o curso certo da alavanca para não arranhar a marcha sem sincronizador.

Os freios funcionam bem e param o carro em espaço suficiente. A visibilidade ruim é a de ¾ traseira em função da coluna C larga. Retrovisores são bem dimensionados. Pelo preço do carro, a coluna de direção poderia ter regulagem em distância. Há apenas a de altura. A posição de dirigir é alta no estilo aventureiro. Faróis iluminam bem no alto e baixo. A maioria dos comandos (vidros, faróis, limpadores, retrovisores e multimídia) está bem posicionada.

Espaço interno

O Sandero não é por acaso um dos carros mais vendidos do país. O espaço interno, principalmente no banco traseiro, e a capacidade do porta-malas são excelentes para um hatch médio. Falta apenas cinto de segurança de três pontos no assento central traseiro. O abdominal não cumpre tanto a função quanto o outro. O apoio de cabeça central está lá. Apesar de a proposta aventureira ser bem mais urbana, a Renault poderia disponibilizar pneus de uso misto para quem roda na terra. O pneu de perfil 55 é baixo, apesar de ter boa altura de borracha. Se o perfil fosse mais alto, o conforto seria melhor e também menor seria a transferência das imperfeições para o habitáculo.

Enfim, apesar de bem equipada, a versão Stepway é vendida na faixa de 60 mil reais. Fica a pergunta: existe carro barato no Brasil? Há poucos modelos zero quilômetro abaixo de 40 mil reais. O que não é pouco para salário-mínimo inferior a 950 reais.

Ficha técnica

Motor
De quatro cilindros em linha, 1.6, flex, de 118cv (álcool) de potência máxima a 5.500rpm e 115cv (gasolina) a 5.500rpm e torques máximos de 16kgfm (a/g) a 4.000rpm

Transmissão
Tração dianteira e câmbio manual de cinco marchas

Direção
Tipo pinhão e cremalheira com assistência eletro-hidráulica

Freios
Disco ventilado na dianteira e tambor na traseira

Suspensão
Dianteira, independente, do tipo McPherson; traseira, eixo de torção

Rodas/pneus
6×16”de liga leve /205/55R16

Peso (kg)
1.102

Carga útil (passageiros+ bagagem)
458 kg

Dimensões (metro)
Comprimento, 4,06; largura, 1,72; altura, 1,55; distância entre-eixos, 2,59

Porta-malas
320 litros

Desempenho
Velocidade máxima, 177 km/h (a) / 174 km/h (g); aceleração até 100km/h, 10,1 segundos (álcool) e 10,6 segundos (gasolina)

Consumo (km/l)
Urbano, 8,3 (a) e 12 (g); estrada, 8,5 (a) e 12,1 (g)

Fotos | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

  • Victor

    Olho para esse carro e só vejo pobreza, projeto que cortaram custo em tudo quanto é canto, zero de refinamento.

    • AG.47

      O que não seria um problema se o carro não custasse absurdos 60 mil reais. Totalmente fora da realidade.

      • Victor

        A Renault trouxe esses Dacias para cá, para aproveitar o baixo custo para se tornar competitiva no mercado. Por um tempo, isso até se refletiu para o consumidor, com o Logan no lançamento dele, que tinha preço imbátivel. Agora, virou uma suruba, cobram o que querem!

        • Anderson SP®

          O Logan no começo chegou a ser mais barato que o Classic.

    • marc

      Cara o carro é legal sim, o acabamento não tem nada de especial mais tb não faz feio, pior quem paga caro em um HB20 e sai se achando de carrão só pq é Hyundai

      • Victor

        Não mesmo. Vai numa Hyundai e entra num HB20X, que é o concorrente desse Stepway, e veja como tudo é melhor acabado, agradável ao toque.

        • marc

          Eu vi esse HB20 Ocean 1.6 automático, e cara, sinceramente até o uno Sporting me atraiu mais internamente, o Sandero Stepway tem uma aparência que parece um carro num nível superior aos demais, é um verdadeiro aventureiro, e não fantasiado de aventureiro

          • Anderson Trajano

            Aí você acertou meu caro … ” Tem uma aparência … ” Só aparência mesmo …

  • Victor

    “A 100 km/h em quinta marcha basta pisar levemente no acelerador para se obter resposta imediata, o carro levanta um pouco a frente e a velocidade cresce.”

    VW Santana feelings

    • Milton-GT

      Isso é muito subjetivo, seu pisar no acelerador a 100 Km/h em quinta marcha no meu Punto 1.8 GM, ele cola você no banco e após uns 400 metros vai estar 140 Km/h. Não conheço nenhum carro 1.6 existente no mercado que faça isso.

      • Victor

        E após 400 metros, a gasolina acabou, HUEHUEHUEHUEHUE ZUEIRA NEVER ENDS!

        • D’Agostin

          A luz de injeção acendeu antes.

          • Milton-GT

            Não a luz não acende porque faço todas as manutenções devidas.

        • Milton-GT

          Não, meu Punto foi convertido para gasolina e o tanque dele tem 60 Litros, esse motor 1.8 GM andando com gasolina é razoavelmente econômico, andando na estrada a 120/130 Km/h ele faz 13 Km/l, para mim está muito bom, pois o que me interessou nele foi o desempenho.

      • Thiago

        Ka xr fazia em menos, bem menos

        • Milton-GT

          O Ka xr nem chegava aos 140 Km/h. rsrsrsrsrsrs.
          Brincadeiras a parte, você não pode comparar um Punto 1.8 que chega a 195 Km/h de máxima, com um carro 1.6 que chega no máximo a uns 175 Km/h.

          • Thiago

            Cara, o xr máxima era de 195
            Chegava a 100 de segunda
            140 era uma velocidade que colocava nele sem perceber, o carro se mantia estável e sem vibrações, como se andasse a 80 em carro comum

          • Milton-GT

            Deixa de exagerar, conheci esse Ka, não vi nada disso que você falou, inclusive achei ele ruim de curva. Quanto ao Punto, nesses 8 anos que eu tenho ele, nunca, repito nunca encontrei um carro 1.6 que andasse igual a ele, em hipótese alguma.

          • Thiago

            Ruim de curva? Então não sabe pilotar ou não andou no carro, é praticamente um kart
            Cara, se não encontrou é pq ninguém quis se dar ao trabalho, esse motor é muito bom na strada por causa fo peso, mas no punto é um motor justo, não empolga mas tb não decepciona

          • Milton-GT

            Eu fiz curso de pilotagem esportiva, já pilotei em Interlagos. Amigo eu sei do que estou falando. O kart tem centro de gravidade ao rés do chão, o Ka é um carro, seu centro de gravidade é muito mais alto e o Ka antigo tinha uma suspensão chinfrim, de carro popular e só parecia andar bem se comparado aos carros da época, o antigo motor Rocam 1.6, que eu chamo de Rocão, só fazia barulho e gastava combustível, não andava nada e o Punto 2009 HLX 1.8 GM, tem cabeçote Fiat, um cambio bem escalonado para aproveitar o torque do motor e uma suspensão fantástica que alia firmeza nas curvas e macies ao rodar, o Punto é um carro empolgante, andava mais que o Civic 1.8 da época e tem uma aceleração de 0 a 100 Km em torno dos 10 segundos, igual ao Corola 2.0 e ao Civic 2.0 atuais. Não venha me dizer que o Punto não anda, pois até hoje não encontrei um carro que me enfrentasse de igual para igual.

          • Ernesto

            Você falando do seu carro está parecendo a CAOA fazendo propaganda da Hyundai, os melhores carros do MUNDO! Rsrsrsrs

          • Thiago

            volta la e pede o dinheiro de volta que nao te serviu de nada esse curso,
            a suspencao do xr era diferencia, mais curta e mais resistente que dos outros, tanto era mais cara como bem mais dificil de achar no mercado, o rocam 1.6 nesse carro de 800kg fazia 0 a 100 em 9s, que ja era suficiente para deixar para tras corolla, civic atuais, o punto pelo contrario, o 1.8 mantem a suspencao molenga da fiat, fica dificil acreditar ja que tudo que fala eh o contrario da realidade ou seus parametros sao realmente bem diferentes

          • Milton-GT

            Acho melhor você parar de bancar o bobo. Eu não concordo com absolutamente nada do que você diz, simplesmente porque tenho muito mais conhecimento e experiência do que você. Um exemplo é você dizer que o Punto tem uma suspensão molenga, o que me prova de que você nunca dirigiu um. Então me despeço pois não vou perder mais meu tempo com alguém tão leigo.

          • Thiago

            Cara faço das suas palavras as minhas, vc não concorda, mas é fato, já dirigi toda linha, do 1.4 que anda igual 1.0 ao tjet, tive com mkit Itália com rodas 16, não é defeito a suspensão da fiat, é característica da marca, as suas afirmações que provam o quão leigo é, principalmente ao falar do ka, que foi dos últimos carros nacionais a acrescentar diferenças mecânicas as suas versões esportivas, isso I cluia a suspensão, escalonamento do câmbio, programação da injeção, escapamento, e o pior que maioria dessas peças o dono só encontrsava comprando a própria Ford com meses de espera pq não se encontra fácil nem no ml, estava com o motor sempre cheio, ao contrário do 1.8 gm fiat e seus parcos 115cv, não da para levar nada quee fala a sério, se não me engano no teste 4 rodas esse punto não fez nem 12 segundos bo 0 a 100

      • Comentarista

        Puxa vida. Larga de ser mentiroso. Já tive um hlx 1.8, era bom mas não uma ferrari kkkk.

        • Milton-GT

          Pois eu acho que o mentiroso é você pois você nunca teve um Punto HLX 1.8 e eu não disse que ele era uma Ferrari.

    • gregorioalan

      Pensei a mesma coisa na hora! haha quem teve um lembra bem da frente empinando rs

  • Duh

    Os carros da Renault tem de longe os piores interiores da atualidade, não sei como alguém aceita pagar mais de 40mil nisso, olha o banco traseiro parece que arrancaram de um carro no ferro velho, podia ser aceitável se custasse bem abaixo da concorrência mas pelo preço vendido merece só esculacho.

    • Lyn

      Esse banco traseiro num carro de 60 mil é inaceitavel. Parece banco de kombi

    • Brasil_MG

      O interior do carro exala pobreza e simplicidade, painel, volante, bancos, acabamento das portas, saída de ar redonda….

    • Anderson Trajano

      Mas aí voltamos a velha discussão. A culpada é a marca, que vende carros de baixo custo a preço alto, ou são os consumidores que aceitam ?

  • Schlatter70

    Esse carro evoluiu muito com o uso desse novo motor. Bom de verdade ele nunca ficará devido aos vícios inerentes a sua construção de baixo custo. Mas comparando com Gol, Palio, Ônix, Ka e até mesmo Uno que chega a custar o mesmo que ele, seria minha escolha. O espaço interno, o conforto de rodagem e a baixa manutenção para um meio de transporte que é o fim a que se destina, fazem dele melhor negócio dos que citei acima.

    • Milton-GT

      Só sei que o Uno Way, além de ter um interior mais sofisticado, tem melhor construção, tem mais estabilidade, direção elétrica e custa mais barato. Quanto ao espaço interno a Kombi tinha demais, mas só por isso não valia a pena comprá-la

      • Franco da Silva

        Vi em algumas análises que, acho que por volta de 2013, teve uma recalibragem e uma barra extra para a suspensão do Uno Way. Isso deve ter melhorado mesmo, pq tive um 2010 e era um joão bobo. Como balançava!

        • Luciano Lopes

          Eu tenho um Sporting 1.4. Ele não alinha mais … Bosta d carro !

        • Milton-GT

          O Uno mais estável é o modelo Sporting que tem uma calibragem mais firme na suspensão. Rubens Barrichello testou um Uno Sporting 1.4 no autódromo Velocitta e virou com ele mais rápido do que com um Onix 1.4. Você pode assistir esse vídeo, está no You Tube.

      • Victor

        Mas o Uno é bem limitado nesse aspecto. Acho até injusto colocar o Uno em comparações com Sandero. O Uno é uma caixa de fosforo perto do Sandero. É outra categoria em espaço interno.

        • Milton-GT

          Não acho injusto não, entre os dois ficaria com o Uno, exageros a parte, o espaço interno do Uno me atende e o Sandero, apesar do maior espaço, não me atende em um monte de quesitos, como construção de 3º mundo, insegurança nas curvas, interior pobre. Se bem que se fosse gastar R$ 60 mil num carro desse segmento, eu ficaria com o HB20.

      • Luciano Lopes

        Aonde amigo ? Tenho os dois , no caso Uno Sporting 1.4. Carro d viajante , os dois com 100mil km , o Uno tá com chassi tão torto que não alinha mais . Suspensão já fiz inteira . Radiador trocado . Baixa óleo … Uma lista ! Sabe o que teve meu “Dacia” 1.6 com 100.000km? Nada …Só os pneus foram trocados , tirando isso nem uma lâmpada queimada . Roda sem grilos … Quem não tem os Renault, realmente não entende como pode vender .A qualidade dele é oculta mesmo .

        • Schlatter70

          Tive um Sandero 1.6 2012. Concordo com você. O pior problema do carro era o motor. Agora foi resolvido. Existem outros, como o barulho interno e a direção hidráulica que era horrível. Agora com a eletro-hidráulica melhorou um pouco. (Poderia ter sido elétrica, mas o carro não foi desenvolvido para isso). Mas em comparação com o Uno, eu não troco o Sandero nem fudendo.

          • mjprio

            mas o que impede o sandero de ter direção elétrica tecnicamente falando?

          • Schlatter70

            Li em algum site de automóveis que esse projeto da Dacia (Sandero, Logan e Duster) não consegue receber uma direção inteiramente elétrica. Por isso quando foram todos modernizados recentemente com novos motores, circuito elétrico aproveitando as desacelerações para carregar a bateria e outras mexidas receberam somente a eletro-hidráulica.

        • Milton-GT

          O seu caso é particular, eu sei de outros casos que são justamente o contrário do que você disse. Vários conhecidos disseram que o Uno 1.4 tem manutenção barata e é um carro isento de problemas em seu uso normal. E o Sandero, tenho um amigo que nem quer mais ouvir falar dele.

        • Ernesto

          Um colega usa um Logan 1.0 da firma. O carro está com mais de 300.000Km, beirando os 400.000Km. Pelo que ele diz, fazendo somente manutenção básica, sem problemas até o momento. O colega Milton-GT acha ser o dono da verdade. Complicado debater com ele.

          • Ricardo Santos

            Faz como eu: bloqueia e seja feliz.

      • mjprio

        kkkkk. gostei do comentário sobre a Kombi

    • marc

      Eu também acho, perto de Hb20, Ka , Uno e gol, o Sandero Stepway dá de lavada, o Onix eu não sei, pq a versão Activ é parecida, ainda não fui ve-la para dar minha opinião

      • Schlatter70

        A única coisa que falta ao ônix é ter um motor um pouco melhor. Mas acredito que o Hb20 tem um acabamento bem melhor que o Sandero além de ter um motor bastante moderno. O problema é o espaço interno e o preço cobrado na versão pseudo aventureira.

        • marc

          O caso do HB20 é o mesmo caso do uno way 1.3 2017

        • Artur

          Sim. Espaço no HB20 é bem limitado. Minha irmã tem um em casa. Dá pra levar 4 adultos e só. No Sandero dá para levar 5 adultos com relativo conforto.

          • Edson Fernandes

            Desde que eles não tenham mais de 1,80m

          • Artur

            Eu tenho 1,80 m de altura e vou tranquilo na frente. Atrás realmente a cabeça fica quase raspando (uns 3 dedos para encostar no teto).

          • Edson Fernandes

            Eu tenho 1,87m… conheço bem essa situação…rs

    • Artur

      Entre um Stepway e um RS, sou muito mais o segundo! Rsrs
      Ainda mais que os dois estão na mesma faixa de preço.

  • mjprio

    A boa mecânica Nissan evidenciou ainda o atraso construtivo desse carro. Eu cogitei comprar um na época, mas a falta de um interior mais requintado e ergonômico, a falta de maciez nos comandos, a ausência de um cambio CVT ( o Easy-R é horroroso), me fizeram desistir. Assim, fiquei com o Versa, onde esta mesma mecânica vem acompanhada por uma construção mais refinada, comandos macios e precisos ( destaque para excelente direção elétrica) e pacote de equipamentos atraente ( RLL aro 16, ar automático digital, bancos de couro, CMM android, etc..) por um preço atraente ( 57 mil 0Km em ABR 2016 – para efeitos de comparação o Stepway na mesma época com motor antigo saía a 54mil.)

    • Milton Tavares

      Estou olhando tb para o Versa como futura troca, aqui na cidade já sejo vários, estou meio por fora em relação ao preço e ao consumo do modelo.

      • mjprio

        No RJ ele estava oscilando entre 47 mil o modelo 1.0 e 67 o 1.6 unique CVT. Sei que não e o melhor preço do mundo. Mas eu comparei com outros modelos da faixa de preco e também em relação ao pacote de equipamentos equivalente. o que me fez escolher alem da opinião de 3 amigos, sendo um taxista, foi ter verificado que os carros de mesmo pacote do Versa eram mais caros (ex: City) e os que tinham o mesmo preço eram defasados tecnologicamente ou de equipamentos (ex: Logan e Voyage). O meu e um modelo 1.6 SL MT ja vem de fábrica com bancos de couro, direção eletrica, ar digital CMM com apps, mala eletrica rodas aro 16 etc… adquiri zero por 57 mil.na minha opinião os modelos SV e SL tem os

        • Milton Tavares

          Meu carro agora que chegou aos 50 mil Km e tenho mais um ano e meio com o modelo, vai dar para esperar o lançamento do novo Voyage e o modelo da Fiat que está em testes, terei mais opções para escolher visando economia de combustível.

        • Milton Tavares

          Meu carro agora que chegou aos 50 mil Km e tenho mais um ano e meio com o modelo, vai dar para esperar o lançamento do novo Voyage e o modelo da Fiat que está em testes, terei mais opções para escolher visando economia de combustível.

        • Edson Fernandes

          Pode falar mais a respeito da CMM e suas impressões?

      • mjprio

        melhores custos benefício

  • Gu92

    A Renault deveria mudar o nome para Dacia do Brasil, talvez assim iria baixar o preço de seus carros que estão um absurdo pelo que oferecem até mesmo o motor da Nissan que não tem tanquinho de gasolina eles puseram o bendito tanquinho novamente, https://uploads.disquscdn.com/images/7bc1d2939138ea3246bfd74342bded23e0c2d064b4f147956672d0990a1e9257.jpg isso além da direção eletro-hidráulica sendo que o Twingo a quase 20 anos atrás já tinha direção elétrica, assim fica difícil de entender né Renault!!!!

    • Kadu_CE

      Concordo.

    • Thiago

      É bem fácil de entender
      Baixo custo

      • Gu92

        Baixo custo de produção e altíssimo lucro da montadora na hora de vender o carro!!

        • Luciano Lopes

          Mas qual de seus concorrentes não é assim ? A marca dos outros , VW, GM, Fiat , Ford também podia ser trocada por Dacia .

          • CA

            Estão falando que a VW vai lançar uma submarca de ”baixo custo”, inclusive no Brasil. Quer dizer, vão vender carrinho de rolimã então!

        • Thiago

          Se no país se compra fraldinha a preço de picanha, pq oferecer picanha?

    • Quando a Renault comecou a fabricar aqui, trouxe o Clio com o melhor acabamento do segmento bem como unico no segmento com airbags, as vendas eram pífias… e continuou assim por um bom tempo… a marca foi empobrecendo o modelo… as vendas foram melhorando pouquinho com o tempo, daí resolveram trazer o Logan… comparando com o Clio, as vendas do Logan bombaram… daí trouxeram o Sandero, bingo de novo… Duster bem vendido de novo… então temos que admitir, o problema não é a marca, ela tentou no começo, mas o consumidor brasileiro optou pelo produtos não da Renault, mas da submarca.

  • Milton-GT

    Eu vejo dois problemas no Sandero, o primeiro, vem sério, é que ele transmite insegurança nas curvas, ele deita tanto que até dorme. o segundo problema, referente ao Stepway. é que o interior é muito pobre para um carro de R$ 60 mil. Além disso, eu não compraria um carro da Dacia imitando um Renault, não gosto de comprar gato por lebre.

    • Victor

      E, na boa, quem compra um Stepway, pode muito bem colocar uns temers a mais e levar um Duster. Stepway tá sobrando na linha do Sandero. A Renault deveria colocar ele com motor 2.0, para ter algum diferencial.

      • marc

        Aí vai ter muito louco se matando, capotando o carro, o Sandero R.S. teve toda uma preparação para receber o 2.0 16V

        • Victor

          O importante é a emoção!

          • marc

            Kkkkkkkkkk

      • Milton-GT

        Acho que o Duster pertence a um segmento diferente, com compradores diferentes. E já existe o Sandero com motor 2.0, um modelo esportivo, mais caro.

      • Artur

        Ou um Sandero RS! Rsrs

  • ♐ Evandro ⭐

    Legal. Mas ainda é um projeto mal acabado, pobre.

  • Ricardo Santos

    Tenho um Dinamique 2015, na época paguei preço de 1.0 equipado da concorrência. Não me arrependo da compra, mas não daria 60k hoje nem por um RS, quanto mais um Stepway.

    • Luciano Lopes

      Tenho um também , o carro é bom sim.

  • Hater x Haters

    Sandero vende bem por um motivo: bons descontos nas ccs e ainda taxa zero. Dependendo fica irresistível levar a concorrência ainda mais agora que o conjunto mecânico melhorou bastante.
    Agora se o X6H, que é concorrente do Sandero tiver um interior mais refinado… https://uploads.disquscdn.com/images/d6b6963de21a6d5aca25db89cba99b89c5a7bb04347e29479aeed575aea6a1a4.jpg e pelo mesmo preço, acho bom a Renault se preocupar…
    O painel pré-série do X6H parece mais refinado que do Sandero.

    • Kadu_CE

      FATO… descontos… quando olhei um stepway ano passado eles me falaram q colocavam mais grana em meu usado de entrada e me davam descontos no stepway.
      Fazem muita promoção e feirões.

      • Mr. On The Road 77

        Agora estão com preços promocionais e aceitam, mesmo nestes preços abaixo de tabela, o financiamento em 48x sem juros.

        • Hater x Haters

          Por exemplo, o Sandero GT-LINE tem quase o mesmo preço do Onix LTZ, Ka 1.5 SE, Fox Run, Hyundai HB20 1.6 Confort Plus entre outros, cada um com suas vantagens e desvantagens. Mas com financiamento a juros “zeros” mas um descontinho levaria o Sandero. Ainda mais que a Hyundai e VW são rígidas na negociação.

          • Ernesto

            Na VW eu sempre tive bons descontos. Nunca achei a negociação rígida nas concessionárias dela.

    • Marco A

      Acho que não são os descontos e nem os feirões e nem mesmo o parcelamento. Acredito que o povo compre realmente pelo espaço interno e porta malas…

      • Hater x Haters

        Tanto pelo espaço, quanto pelo porta-malas e condições de pagamento amigáveis.

    • Neto ®

      Não somente esses descontos, mas a GRANDE MAIORIA das vendas da RENAULT com o Sandero (e com Duster tbm) é para PJ. Se não me engano tá na faixa de mais de 65% das vendas para PJ, empresas, locadoras de veículos… Por isso tbm que o carro varia tanto no ranking de vendas, um mês ta no top 6, no outro no top 15 e por ai vai…

  • Kadu_CE

    Acho o interior muito MONÓTONO pra um carro na casa dos 55-60 mil. É sem sal, a central multimídia parece uma gambiarra colocada lá por um leigo.
    Acho muito bonito por fora, mas sem atrativos por dentro. Deveriam colcoar o volante do RS em todos pra ver se melhora um pouco. Ao menos o espaço faz inveja muito carro médio.
    Pecado é o motor ter tanquinho nos Renault e a Nissan usar sem tanquinho.
    A linha SANDERO merecia melhorar o interior pra deixa-lo mais diferenciado em relação ao Kwid.

    • Brasil_MG

      acabamento interno do Gol dá de 10 x 0 nesse aí…

      • Kadu_CE

        eu nem gosto do gol.. mas concordo 100%.

        • Brasil_MG

          eu também não gostava mas o novo painel ficou muito bonito, melhorou bastante o aspecto dentro do carro.

  • Pedro Mello

    Só que por fora continua sendo Sandero, e o acabamento e a ergonomia continuam Dacia.
    É como jacuzzi no barraco.

  • Marco A

    Bonito, mas caro! Alto por alto, com um pouco mais, dá pra levar um Tucson.

  • Gustavo Rafael

    eu gosto do visual do sandeiro stepway,mas só POR FORA….axo q hj em dia o gol ja era pra ter esse porte… por dentro é mto feio,oq axo mais horrivel nesse carro é o volante,o duster e ate esse Captur vem com esse volante horrivel…axo q se fizessem uma pickup cross desse stepway ia fikar linda…mas eles cagam no interior do carro

  • J. Pinto Martins

    O que me deixa intrigado é o seguinte.

    Meu tio teve um Stepway acho que ano 2012, já automático (de verdade — câmbio de 4 marchas do Captur) e com o bom motor Renault 1.6 16v.

    Depois eles rebaixaram a motorização para 8v e o câmbio inacreditavelmente substituído por um automatizado da vida…

    Dá pra entender?! Querem só lucrar e nada mais. E o pior é que são meio incompetentes ainda, porque é notório que esses câmbios não pegaram.

    Agora voltaram a começar a corrigir o carro, porém, perdendo a ótima chance de corrigir DIREITO, colocando de volta o câmbio automático de 4 marchas (pode ser um pouco antigo, mas é mil vezes melhor que qualquer automatizado de uma embreagem).

  • Brasil_MG

    Realmente…interior não é o forte da Renault…quanta simplicidade!

    • x1

      bem fraquinho mesmo. E esse volantão também é ridículo

  • CA

    Nesse caso, podemos manter o motor e mudar o resto. Digo, despachar a carroceria Dacia para Europa e trazer o Clio 4.

  • Marco Antônio

    Compraria um RS. Mas o banco traseiro é tão feio que eu mandaria tirar. kkkkk Carregar só eu já está de bom tamanho.! klkkkkkkk

  • _William

    “são excelentes para um hatch médio” …Não seria “excelente para um hatch compacto” ?

  • Lucas

    O modelo testado é 16/17 ou já é 17/17?
    Também conta com o sistema de recuperação de energia nas frenagens?

  • ####Carlao GTS

    ‘pelo menos ,não é um carro francês.”

  • ekler

    12 km/l na estrada ?? meu GrandSiena etorq 1,6 faz 17/18………..

  • marcos

    Primeiro em vendas em 2016 Onix 2,51 de entre eixos, segundo Hb20 com 2,50 , terceiro Ford ka 2,49 , quarto Prisma 2,51, quinto Corolla 2m70 , sexto Palio velho 2,37 e novo 2,42…Sandero em setimo com 2,59…..Novo Gol ja falam em 2,60 de entre eixos….Mobi com 2,30 e Novo Uno com 2,38 não precisa ter bola de cristal pra saber porque nao estão nessa relação…povo nao cabe neles só isso!

  • marcos

    Engraçado que em paises onde os carros são realmente bons, seus preços em relação a renda da população e tambem a facilidade de finaciamento, os tornam acessíveis a qulaquer um e os colocam na função básica de serem meios de transporte e não fonte de status como no Brasil.
    No EUA uma professora compra BMW e um executivo tambem, um se diferencia do outro em outras situaçoes, talvez num campo de golfe, mas na garagem pouca diferença.
    Aqui temos a os impostos que não nos retornam, as margens maiores que as multi nos impõem, a mafia do seguro, a mafia finaceira onde se financia 1 e paga-se 2 , a mafia da gasolina, a mafia das estradas sempre ruins e pedágios quando melhoram , Ipva, taxa de emplacamento, Dpvat….muito dinheiro para eleiçoes claro pois uma mão leva grana pra outra…
    Isso tudo pra alimentar nosso EGO….por isso desde 1996 nunca mais comprei carro zero….só usados em bom estado…claro isso nao resolve, mas pra que sustentamos tudo isso sem reclamar….compramos lixo pagamos preço de carro top, somos roubados todo dia e ta tudo bom pois meu carro é 2018..???.. Triste

  • Oda Rdllo

    A direção tem