flagra_picape_media_fiat_7Lembra-se do Honda Ridgeline que a Fiat testava meses atrás? Vendida apenas nos Estados Unidos é a única do mundo com chassi híbrido: uma mistura entre o tipo escada e o monobloco, o que permite que a caçamba seja ligada à cabine. Essa arquitetura interessou a Fiat, que trabalha em uma picape média com chassi monobloco, de fato, e com tração dianteira em sua versão básica. Os testes de rodagem já começaram usando carroceria do Linea nas mulas, como revelam as fotos fresquinhas feitas pelo Marlos.

flagra_picape_media_fiat_8Ao invés de fazer uma picape média – que estão mais para uma pequena picape grande -, a Fiat fará de sua picape média uma grande picape compacta. Ao invés do conjunto bruto e pesado formado pelo chassi separado da carroceria e tração traseira nas versões 4×2, a aposta da Fiat está mais para uma picape derivada de um carro médio. Um bom exemplo são os australianos Ford Falcon e Holden Commodore em versões UTE (picape) – mas sem tração traseira. Não é à toa que a Fiat usa em sua mula a carroceria de um Linea. Dos bancos para baixo, o que há ali é uma picape com caçamba e entre eixos grande (cerca de 2,80 m). Terá o porte das antigas S10 e Ranger.

flagra_picape_media_fiat_5

Deste mesmo projeto sairá um SUV médio, já testado usando a carroceria do Doblò como mula. Nossos amigos apontam que, teoricamente, é um crossover, pois sua tampa do porta-malas é para cima, e não para os lados. Estão certos.

Ambos contarão com versões atualizadas dos motores E.TorQ flex, além de uma opção diesel – afinal, a picape terá capacidade para pelo menos 1T de carga. Serão oferecidos câmbio manual e automático, com opções de tração 4×2 e 4×4.

Fotos | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

 

Tags: , , , ,