2013-Chevrolet-Onix-Brazil-016-medium

Um dos principais diferenciais do Onix, até mesmo dentro da própria marca, é a central multimídia batizada de My Link. No Brasil, é a primeira vez que um automóvel da base do mercado recebe uma tela de 7” sensível ao toque integrada ao painel. O equipamento é sempre destacado pela Chevrolet, tanto no material destinado a jornalistas quanto nas peças publicitárias.2013-Chevrolet-Onix-Brazil-076-medium

Logo à primeira vista, o dispositivo não oferece mistérios na utilização. Os menus são intuitivos e oferecem visualização didática. Entre as funções de áudio, há entrada USB para pen-drive e ipod, como em um sistema de som convencional, porém com a interface touch para escolha das pastas. O sistema inclui recepção de rádio AM/FM, mas não há CD-Player. É verdade que esse tipo de suporte está caindo em desuso, mas poderia ter sido lembrado, uma vez que a ideia é ter máxima conectividade (o slogan do My Link é “Bring Your Own Media”).

O maior atrativo do My Link é a conexão com smartphones e tablets, via bluetooth. O procedimento de emparelhamento com os aparelhos está descrito em detalhes no manual do proprietário. O viva-voz mostrou bom funcionamento e ainda é possível discar a partir da tela no painel. Para ver fotos ou vídeos ou reproduzir músicas armazenadas no celular, é preciso conectar o celular à central por meio de cabo.

A Chevrolet ainda permite que aplicativos para smartphones sejam utilizados a partir do My Link. O primeiro a ser disponibilizado foi o Stitcher SmartRadio e ao menos dois outros aplicativos entraram no veículo desde o lançamento, o TuneIn e o BringGo. O primeiro é mais voltado para Podcasts, enquanto o segundo permite ouvir rádios internacionais e último funciona como navegador GPS. O fabricante promete que outros aplicativos chegarão no futuro.

2013-Chevrolet-Onix-Brazil-104-medium

O My Link dá opção personalizar uma série de configurações do veículo: é possível desabilitar o acionamento automático do limpador do vidro traseiro e o travamento automático das portas ou ajustar o colume dos avisos sonoros e o tempo que os faróis do veículo ficam acesos quando as portas são travadas e destravadas.

Fazemos duas ressalvas ao sistema. A primeira diz respeito à ausência de câmera de ré, que é vendida como acessório na rede de concessionárias. Esse item acaba não sendo essencial, pois o Onix tem dimensões compactas e manobra-lo não é tarefa difícil. A segunda, contudo, é mais grave: faltam botões para operar as funções mais básicas do My Link, como rádio e viva-voz, no painel. Algumas vezes, a operação com toques na tela acaba distraindo o condutor, situação que tende a ser amenizada com a familiarização ao sistema, mas é sempre perigosa.

Também vale destaque a curiosa configuração de equipamentos da versão LT, que disponibiliza o My Link como opcional, mas não permite a escolha do computador de bordo, que fica restrito ao Onix LTZ. São dois sistemas diferentes, mas é no mínimo contraditório usufruir de uma central multimídia avançada mas não visualizar informações como autonomia e consumo médio do veículo.

O Onix  já foi devolvido ao fabricante e em breve publicaremos a avaliação completa. Acompanhe!

Fotos | Chevrolet/Divulgação

 

Tags: , ,