Se não se sabe mais nada a respeito do Rossin-Bertin Vorax, há grandes chances de o AmoritzGT DoniRosset ser o primeiro superesportivo brasileiro a entrar em produção. A primeira unidade foi apresentada hoje, revelando as linhas assinadas pelo designer Fernando Morita, da AmoritzGT. O objetivo é produzir 50 unidades.

Montado em chassi próprio, o carro tem o motor V10 de 8,4 litros oriundo do Dodge Viper como destaque. Este foi ajustado para funcionar com etanol, e é capaz de gerar 1.007 cv. Se trata de um carro idealizado por um filho em homenagem ao seu pai, mas outros interessados no projeto fiseram o projeto ir mais longe.

Partiu do empresário William Denis Rosset a ideia de homenagear seu pai, o também empresário e apaixonado por carros Donino Rosset, criando um superesportivo. Terminou que o carro recebeu o nome de seu pai, e outros interessados também poderão adquirir o carro. Em compensação, a primeira unidade, a das fotos, é de Donino.Agora o objetivo é produzir um total de 50 carros, e deste primeiro exemplar serão retirados os moldes. Só depois é que partirão para os testes de rua. A fábrica do DoniRosset deverá ser instalada em alguma cidade serrana, com o intuito de remeter às cidades europeias e tornar a produção do DoniRosset uma atração turística. O preço estimado para o superesportivo é de R$ 2 milhões, e espera-se que algumas unidades sejam exportadas.

Fonte | Car and Driver

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

 

Tags: