Fiat Doblò 1.8 E.torQ avaliação

Em outubro tive a oportunidade de viajar com o Fiat Doblò Adventure equipado com o novo motor 1.8 16V E.torQ. Ao todo rodei exatos 611 quilômetros com o multiuso em estradas asfaltadas e de terra pelo interior de Minas. Comecei com um passeio para a cidade de Itatiaiuçu. Depois  voltei a Belo Horizonte e o destino desta vez a foi a pequena cidade de Cipotânea.

As mudanças visuais pelas quais o Doblò passou no fim de 2009 já tinham feito muito bem ao modelo. A nova frente o deixou com visual mais agradável. Assim como o interior com seus novos painéis de porta. Entretanto, ainda faltava ao modelo um coração novo já que o antigo motor 1.8 Powertrain sofria para levar os 1.463 quilos do modelo.

Fiat Doblò Adventure E.torQ 1.8

Mas, com a chegada do motor E.torQ o caixote aventureiro da Fiat ganhou vida nova e agora já não pode mais ser chamado de bicho preguiça. A diferença de torque em relação ao modelo anterior é pequena de apenas 0,4kgfm, entretanto os 18cv de potência fazem toda a diferença em relação ao antecessor.

Esqueça a aspereza e a lentidão nas repostas do 1.8 powertrain, o 1.8 E.torQ é mais suave e as respostas são mais rápidas, mas, vale lembrar que com o giro a 2.500rpm o propulsor fica lerdo. No trânsito urbano o condutor irá sentir mais essa falta de fôlego, mesmo assim o motor satisfaz.  Já na estrada quando se trabalha com o motor cheio, o E.torQ mostra a que veio.  Na estrada o consumo variou entre 10km/l e 11km/l, abastecido com o derivado da cana, na cidade o consumo ficou na casa do 5,7km/l.

Já o efeito aerodinâmico infelizmente não foi solucionado no Doblò, tanto no antigo quanto no modelo reestilizado o barulho do ar que entrando pelas frestas das portas incomoda, inicia-se a 100km/h e é o barulho é crescente no ritmo da velocidade.

Um dos pontos interessantes do Doblò é a boa posição de dirigir que faz com que o condutor tenha o campo de visão a sua frente bem ampliado. Aliado a isso temos o câmbio em posição elevada que facilita bem a vida do motorista.

Fiat Doblò Adventure 1.8 E.torQ

SIRIEMA No hotel fazenda em que eu, a Gizéle e o João Pedro estávamos para um descanso merecido, uma siriema fazia pose em frente ao Doblò que repousava ao fundo depois de alguns quilômetros rodados de Belo Horizonte a Itatiaiuçu.

Aproveitando deixo aqui uma dica, ao viajar com um pequeno no bebê conforto tente fazer algumas paradas na estrada, principalmente se for em rodovias de chão batido. Cometi o erro de na ida para Cipotânea não parar dar um descanso ao João Pedro ao trafegar pelas estradas de chão batido e tirá-lo por alguns minutos do equipamento. Com isso, a noite ele deu trabalho, já que estava cansado devido aos solavancos que são sentidos mesmo que se ande em velocidades baixas. Na volta para casa com paradas para descanso do bebê conforto o João Pedro chegou bem tranquilo em casa. Ah, se eu não fosse marinheiro de primeira viagem…

Fiat Doblò 1.8 E.torQ avaliação

CORTEJO Na cidade de Rio Espera (MG) uma cena que registra uma antiga tradição das cidades do interior. Nossa viagem teve que ser interrompida por alguns instantes em respeito a um cortejo fúnebre.

Fotos Marlos Ney Vidal/Autos Segredos

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Confira todos os detalhes no site do Melhor Carro do Brasil: www.omelhorcarrodobrasil.com.br não deixe de participar, o resultado será divulgado no dia 15 de dezembro!

 

Tags: , , , ,